Capital ganha 16 novos ônibus e frota é a mais nova do NE

Por - em 21

Em menos de cinco anos, a frota de ônibus coletivo da cidade de João Pessoa é a mais nova entre todas as capitais nordestinas, com idade média de 3,8 anos. Dos 463 veículos em circulação, 319 foram adquiridos ao longo da atual administração. Na manhã desta terça-feira (22), o prefeito Ricardo Coutinho entregou 16 ônibus adaptados, elevando para 58 o número de veículos com mecanismos de acessibilidade. A solenidade foi realizada no anel interno do Parque Solon de Lucena (Lagoa).

Ricardo Coutinho falou que há mais de cinco anos, a média de idade dos ônibus que circulavam na cidade era de 7,4 anos. Antes, existiam apenas 4 ônibus adaptados para transporte de portadores de necessidades especiais. Na atual gestão foram implantados o sistema de GPS em toda frota e os projetos como Integração Temporal e a construção da Integração do Varadouro. “Esses são avanços importantes e que refletem o desejo e o trabalho desta gestão. Estamos melhorando muito e respeitando, principalmente, as necessidades e os direitos dos cidadãos”, ressaltou o prefeito.

A superintendente de Transporte e Trânsito (STTrans), Laura Farias, disse que a meta é garantir que todas as linhas de transporte público da cidade tenham acessibilidade e que garantam a mobilidade segura para aqueles que necessitam diariamente do transporte público. “O prefeito Ricardo Coutinho está trabalhando com afinco para atender toda demanda e por isso já alcançamos objetivos significantes e que refletem no dia-a-dia da cidade”, comemorou Laura.

Usuário – Carlos Antônio dos Santos, 45, morador do bairro do Padre Zé, sofreu uma paralisia nas pernas e em um dos braços ainda quando tinha nove meses de idade. Ele relatou que passou a maior parte de sua vida dentro de casa porque não tinha como se locomover na cidade. “Agora eu sou um homem livre. Posso sair de casa junto com minha esposa porque eu sei que tem transporte de qualidade para isso”, disse Carlos.

Veículos adaptados – Todos os veículos que foram entregues possuem elevador que dá acesso com mais facilidade aos cadeirantes. Os veículos são zero quilômetro, têm novo design e motorização eletrônica que causa menos poluição ao meio. Os ônibus possuem itens que melhoram a acessibilidade. A porta é mais larga, mede um metro e 10 centímetros, enquanto as dos ônibus convencionais medem 90 centímetros. As cadeiras também são mais largas, destinadas a gestantes e obesos. Os veículos têm corrimões especiais para deficientes visuais e sinal de parada com escrita em Braile. Os ônibus já vêm equipados de fábrica com um dispositivo que só possibilita a partida após o completo fechamento das portas.