Capital participa de encontro de cidades históricas no Paraná

Por - em 24

João Pessoa vai participar, a partir desta quarta-feira (07) até o próximo dia 10, do ‘1º Encontro Nacional de Cidades Históricas e Turísticas’, que será realizado em Paranaguá, no estado do Paraná. A capital paraibana vai levar para o evento a experiência bem sucedida do projeto de inventariação turística, já que João Pessoa foi a primeira capital do país a concluir o levantamento dos dados sobre o setor.

O encontro vai reunir representantes do governo federal, gestores municipais de 48 cidades históricas e especialistas que discutirão estratégias e ações para o desenvolvimento sustentável do turismo, tendo como foco as necessidades levantadas pelos participantes do Fórum de Olinda, realizado em junho deste ano.

Segundo o secretário de Turismo de João Pessoa (Setur), Elzário Pereira Júnior, que participou do fórum e estará presente também no encontro, os problemas das cidades históricas são semelhantes e muitas vezes as soluções encontradas podem ser utilizadas pela Capital. “Temos um centro histórico belíssimo, que é com certeza um grande atrativo turístico, mas para que o local continue sendo viável para receber os visitantes é necessário que ele seja preservado e que essas visitas sejam feitas de forma organizada, sem prejudicar a história da cidade. Vamos avaliar como as cidades que já recebem um fluxo grande de turistas estão lidando com essa realidade para adotarmos ações preventivas”, revela.

A diretora de Desenvolvimento Institucional da Setur, Micheline Felix, também estará presente no encontro e vai apresentar a metodologia de inventariação desenvolvida pela secretaria, além de discutir pontos chaves para João Pessoa. De acordo com ela, o evento é também uma vitrine para a Capital. “Vamos apresentar nossa experiência com o ‘Inventário da Oferta Turística’ para cidades que iniciaram o processo primeiro mas ainda não conseguiram concluí-lo, e isso mostra para todo Brasil que João Pessoa está se preparando para se tornar um dos melhores destinos turísticos do País”, comenta Micheline Felix.

Uma das questões mais importantes do encontro será a adesão de algumas prefeituras ao Plano de Ação para Cidades Históricas do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), além de temas como capacidade de carga, inventário turístico e revitalização ferroviária.