Centro de Histórico de João Pessoa começa a ganhar novas cores

Por - em 140

O prefeito Luciano Agra participou, nesta sexta-feira (1º), da apresentação do programa ‘Tudo de cor’, uma parceria das tintas Coral com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O projeto revitaliza uma série de casarões do Centro Históricos e outras localidades como a Rua Maciel Pinheiro e o Colégio Lyceu Paraibano.

A cidade de João Pessoa faz parte da quinta edição do projeto no Nordeste. A pintura de toda a área do Centro Histórico e demais locais deve durar cerca de dez semanas. Serão utilizados cinco mil litros de tinta, 30 aprendizes e 250 voluntários. A primeira etapa é concluída nesta sexta-feira com a realização de um mutirão. No entanto, os trabalhos ainda seguem por algumas semanas.

De acordo com o prefeito Luciano Agra o projeto demonstra a responsabilidade social da empresa. “Quero parabenizar a Coral por trazer nossa cidade essas cores. Essa pintura traz iluminação e deixa ainda mais evidente todos os nossos pontos notáveis. Queremos o melhor para a nossa cidade e por isso abraçamos este projeto da Coral”, revelou.

O gerente de Marketing Institucional da Coral, Marcelo Abreu, contou que a escolha da cidade de João Pessoa se deu porque o poder público já estava engajado na restauração do Centro Histórico. “Nós já chegamos a João Pessoa e encontramos um cenário propício porque havia uma intenção da administração pública em querer restaurar as áreas mais antigas da cidade. Foi aí que percebemos que o local seria ideal para nosso projeto”, destacou.

Campanha em redes sociais – Além do ambiente favorável para a instalação do projeto ‘Tudo de cor’ em João Pessoa, a cidade contou com uma força dos pessoenses nas redes sociais para que o projeto ganhasse as ruas de João Pessoa.

Marcelo Abreu conta que a participação da população foi maciça na internet. “Poucas vezes vi tamanho engajamento dos moradores para que uma cidade recebesse o projeto. Acredito que tenha sido a cidade que mais enviou mensagens pela internet solicitando o projeto”, concluiu.