Centro de Inclusão abre vagas para cursos profissionalizantes

Por - em 24

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), inscreve até o dia 19 de novembro, para os cursos de informática básica, pedreiro de acabamento; pedreiro azulejista (assentador de cerâmica); pedreiro emassador de parede e assentador de telhado; mosaico e pintura decorativa e empreendedorismo, que acontecerão no Centro de Referência para Inclusão Social e Produtiva da Comunidade Maria de Nazaré (CRISPMAN), localizado na Rua Adrísio Mota de Sousa, s/n, Funcionários II. As inscrições e os cursos, que duram em média três meses, são totalmente gratuitos.

Para se inscrever os candidatos devem ter no mínimo 16 anos e devem apresentar CPF, RG e comprovante de residência. No ato da matrícula, os jovens entre 16 e 18 anos, deverão anexar declaração que comprove que estão estudando. As inscrições estão sendo realizadas no próprio Centro de Referência ou na Associação Comunitária Maria de Nazaré (ACOMAN), no horário das 9h às 17h, com intervalo para o almoço.

Também estão sendo oferecidas oito oficinas que discutirão entre outros temas: direitos sociais e humanos; habitabilidade e meio ambiente; exclusão e inclusão econômica e social; mercado de trabalho e desemprego, geração de trabalho e renda no processo de construção da cidadania. Ao todo estão sendo disponibilizadas 152 duas vagas para os cursos e 400 vagas para as oficinas.

As aulas terão início no dia 22 de novembro, com uma aula inaugural que acontecerá às 9h, no auditório do Centro de Referência para Inclusão Social e Produtiva da Comunidade Maria de Nazaré. No dia seguinte, as aulas serão realizadas no horário em que o aluno se matriculou, nos turnos da manhã ou tarde.

A diretora de Geração de Trabalho e Renda e Economia Solidária da Sedes, Vaulene Rodrigues, explica foi realizada uma pesquisa de mercado, em seus aspectos da demanda e oferta de postos de trabalho, assim como em relação aos requisitos básicos para a inserção, de maneira que, com a conclusão dos cursos, o estudante possa ser inserido no mercado de trabalho, como mão de obra adequadamente qualificada. “Garantir a qualidade na formação e o acompanhamento aos egressos dos cursos em relação ao seu processo de inserção no mercado de trabalho, são etapas importantes nesse processo que buscamos. Bem como, estarmos atentos para novas demandas que possam surgir em áreas afins”.

De acordo com Socorro Miranda, coordenadora administrativa do CRISPMAN, um dos objetivos do Centro, é tornar a Comunidade Maria de Nazaré espaço de prática profissional no processo de formação/qualificação dos trabalhadores e aprendizes a fim de que possam melhorar as condições de habitabilidade em suas residências e na localidade, com a reforma e melhoria das condições físicas de 50 moradias e de áreas de convivência coletiva. “Os alunos e seus familiares terão acompanhamento de uma psicóloga, uma pedagoga e uma assistente social, visando fortalecer o processo de inclusão produtiva e social, o protagonismo e a autonomia dos mesmos”.

Cursos:
Informática Básica:
Turma 01 – Seg/Qua 8h às 12h (16 vagas)
Turma 02 – Ter/Qui 14h às 18h (16 vagas)

Pedreiro de Acabamento
Turma 01 – Seg/Qua 8h às 12h (16 vagas)
Turma 02 – Ter/Qui 14h às 18h (16 vagas)

Pedreiro Azulejista, assentador de Cerâmica
Turma 01 – Ter/Qui 8h às 12h (16 vagas)
Turma 02 – Seg/Qua 14h às 18h (16 vagas)

Pedreiro emassador de parede e assentador de telhado
Turma 01 – Ter/Qui 8h às 12h (16 vagas)

Mosaico e Pintura Decorativa
Turma 01 – Seg/Qua 8h às 12h (20 vagas)

Empreendedorismo
Turma 01 – Ter/Qui 14h às 18h (20 vagas)

Oficinas Temáticas:
Direitos Sociais e Humanos: Violência X Cultura da Paz; (30 vagas)
Igualdade e equidade de Gênero; (30 vagas)
Igualdade e Equidade Étnico-racial; (30 vagas)
Mobilização e participação popular, protagonismo e autonomia; (30 vagas)
Habitabilidade e meio Ambiente; (30 vagas)
Exclusão e inclusão econômica e social; (30 vagas)
Estatuto da Criança e do Adolescente; (30 vagas)
Mercado de Trabalho e Desemprego, Geração de Trabalho e Renda no processo de construção da Cidadania (30 vagas)