Centro de Línguas de João Pessoa inicia aulas e amplia o número de vagas e de cursos

Por Alexandre Quintans - em 1648

“Eu estudava inglês em um aplicativo de internet, mas sentia que faltava algo mais e foi aqui no Centro de Línguas da Prefeitura de João Pessoa que eu consegui preencher esse espaço para eu pudesse aprender com qualidade, acompanhado de um professor capacitado”. A afirmação é do estudante João Gabriel, 10 anos, em seu primeiro dia de aula no Centro de Línguas Estrangeiras (Celest), mantido pela Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) da Capital. As aulas do primeiro semestre de 2019 tiveram início na tarde desta segunda-feira (11) e os alunos foram recepcionados com um coffee break.

Uma novidade este ano é o curso de português, onde será trabalhado em sala de aula a interpretação e produção textual. O Celest ainda oferece outros cinco cursos gratuitos: Inglês, Espanhol, Alemão, Libras e Francês, com duração de até três anos. Também foram criadas mais 830 novas vagas.

“Esse é um investimento que a Prefeitura está fazendo em cada aluno, além de um ensino de qualidade oferecido nas nossas escolas. Uma família que tem dinheiro paga o curso de uma segunda língua para o filho. E foi essa compreensão que dissemos que o nosso estudante também iria ter uma escola de línguas só para ele e aí o prefeito Luciano Cartaxo foi buscar e o espaço é todo deles”, disse a secretária da Sedec, Edilma da Costa Freire.

O Celest, que fica localizado na Avenida Epitácio Pessoa, agora passa a contar com 130 turmas, 20 a mais do que no ano passado, e atender a 3.077 alunos da rede, além de servidores do município, funcionários da área do turismo e público em geral.

O transporte para os estudantes da rede municipal acontece de forma gratuita, uma vez que através do Passe Livre Estudantil eles não pagam as passagens nos ônibus. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30, e aos sábados das 8h às 12h.

Recepção – A abertura do ano letivo contou com apresentações culturais de alunos do Celest. Um dos que se apresentou foi Fabrini Pereira Diniz, 14 anos, que já se formou em Inglês e agora está cursando Espanhol. O adolescente falou qual o significado que o Centro tem na vida dele. “É uma oportunidade única porque um curso de línguas é muito caro e aqui foi uma salvação para nós que não podemos pagar. Só tenho que agradecer e vou fazer mais cursos ainda”, falou.

Os conteúdos são trabalhados e ministrados através de aulas expositivas, pesquisas, diálogos, leituras, debates e reflexões a partir da contextualização do material didático elaborado, levando-se em consideração diversos temas, a exemplo de cultura e sociedade. Nas aulas, os alunos aprendem escrita, leitura, audição e conversação. São utilizados livros, textos, música, DVDs, jogos, dentre outros recursos pedagógicos.

“Vamos sempre buscar ofertar o melhor para cada aluno e estamos sempre de portas abertas para atender e ajudar no que for preciso. Tenho certeza que todos irão adorar os cursos,” afirmou a diretora do Celest, Mariana Fontinele.