PlanMob João Pessoa - Plano Diretor de Mobilidade Urbana

PMJP inaugura sede própria do Centro de Referência da Mulher

Por - em 82

O prefeito Luciano Agra inaugurou, nesta terça-feira (13), a sede própria do Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra, vinculado à Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para Mulheres (SEPPM), da Prefeitura de João Pessoa. A solenidade foi bastante prestigiada pelo movimento de mulheres da Paraíba, pelas usuárias do Centro e por representantes da sociedade civil.

Em seu discurso, o prefeito destacou que a aquisição da sede própria do Centro de Referência é um sonho antigo que hoje se transforma em realidade. “O trabalho desenvolvido por este Centro nos últimos cinco anos referencia qualquer iniciativa da prefeitura para melhorar o atendimento às mulheres no enfrentamento à violência doméstica”, ressaltou ele.

Agra revelou também que o ideal seria que o serviço não fosse necessário, mas, se ainda o é, ele existe e tem contribuído para ajudar muitas jovens, mães e avós a saírem da situação de violência e a fortalecerem a própria autoestima. “Fico realmente feliz em poder contribuir com isso”, concluiu.

A secretária de Políticas para as Mulheres, Lúcia Silva, agradeceu a presença dos familiares da feminista Ednalva Bezerra, que deu nome ao Centro, e à primeira usuária da casa, Maria de Lourdes. “Sua presença entre nós é uma afirmação da importância fundamental deste serviço, que é um espaço de promoção e fortalecimento da cidadania de gênero”, destacou.

Segundo Lúcia, o Centro é uma importante porta de entrada na rede de atendimento à mulher. “Ao sofrer a violência, a mulher procura o Centro, onde é acolhida, informada e orientada para decidir sobre os passos que deseja dar”, disse.

Maria de Lourdes, primeira usuária dos serviços do Centro de Referência, contou que a história de sua vida pode ser dividida em antes e depois de sua entrada no Centro, assim como acontece com muitas outras mulheres que ali são atendidas. “Aqui é o lugar no qual você entra chorando e sai sorrindo”, declarou.

Equipe multiprofissional – A inauguração teve início com o descerramento da placa. Em seguida, aconteceu o corte da fita inaugural, quando as pessoas presentes tiveram a oportunidade de conhecer a nova casa de acolhimento às mulheres que vivenciam situações de violência doméstica e familiar.

A coordenadora do Centro de Referência, Liliane Oliveira, agradeceu ao prefeito pela consolidação de mais esta política pública em favor das mulheres. “Nossa equipe multiprofissional  está satisfeita em poder, a partir de agora, oferecer melhores condições no atendimento às mulheres”, disse.

Já no interior da casa, o prefeito Luciano Agra recebeu o agradecimento emocionado da enfermeira Hiperneste Carneiro, representando o Grupo “Mães na Dor”. Em seu discurso, ela revelou a gratidão pelo prefeito por ter lhe proporcionado uma forma de vencer a dor, por meio do trabalho. Ela acredita que a filha, Ariane Taís, talvez ainda estivesse viva se tivesse tido a chance de participar do Centro para denunciar as ameaças do namorado.

A solenidade foi encerrada com uma apresentação cultural.