Ciclo do Orçamento inicia na 3ª região com plenária lotada

Por - em 37

A chuva que caiu na noite da segunda-feira (2) em João Pessoa não desanimou os moradores da 3ª região que marcaram presença na primeira audiência regional do Orçamento Democrático, dando início à primeira etapa do ciclo de debates sobre o orçamento público municipal do ano de 2009. O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) e todo o seu secretariado compareceram ao evento.

O Ginásio Prosindão, em Mangabeira, ficou lotado recebendo moradores de outros bairros e comunidades que compõem a região para discutir junto com o Governo Municipal as prioridades de investimentos. A coordenadora do Orçamento Democrático, Ana Paula Almeida, abril o evento, apresentando o ciclo de 2009 e os objetivos de cada etapa.

“Este é um momento muito importante, pois vamos fazer uma prestação de contas do que foi feito nesses quatro anos desta gestão e vocês avaliarão todo esse trabalho e também vão apresentar as reivindicações desta região, contribuindo assim para que a Prefeitura de João Pessoa possa traçar suas metas dentro das peças orçamentárias”, explicou.

Participação – Logo após a explanação da coordenadora, foi aberto espaço para que as pessoas se pronunciassem e colocassem as maiores necessidades da 3ª região. Todas as reivindicações foram anotadas pelo prefeito Ricardo Coutinho, que respondeu a cada uma. “É com profunda alegria que todo o governo está aqui assistindo a prática da democracia participativa neste quinto ano de Orçamento Democrático em João Pessoa”, afirmou.

O prefeito disse que as pessoas precisam se empoderar cada vez mais e estar cientes de seus direitos, “porque o governo é passageiro, mas o Orçamento Democrático não, e para que a cidade continue avançando é fundamental que vocês se apropriem deste importante instrumento e participem das plenárias”, disse.

Na primeira gestão – As prioridades apontadas de 2005 a 2008 pela 3ª região se concentraram nas áreas de saúde, infra-estrutura, educação, equipamentos sociais e emprego e renda, e de acordo com essas indicações foram construídos o Centro de Referência em Educação Infantil (Crei) Pedro Santos, no Cidade Verde; a construção do ginásio da Escola Municipal David Trindade, em Mangabeira; construção da Escola Municipal Afonso Pereira da Silva, no Cidade Verde; a edificação das Unidades de Saúde da Família com quatro equipes cada no Nova Esperança e no Cidade Verde; Farmácia Popular, Hospital de Ortotrauma, Centro de Especialidades Odontológicas e o Complexo Hospitalar Humberto da Nóbrega, todos em Mangabeira; pavimentação de ruas e ainda a revitalização da Praça do Coqueiral.