Ciclovias oferecem mais segurança para lazer e meio de transporte

Por - em 76

Desde o ano de 2005 que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) tem executado ações que garantam a locomoção de ciclistas com tranquilidade e segurança. Ao todo, já foram construídos 18 quilômetros de ciclovia que começa no Viaduto do Cristo Redentor passando pelos bairros do José Américo (paralela à avenida Hilton Souto Maior, em Mangabeira),  Altiplano (Estação Cabo Branco) e vai até a orla pelas praias do Cabo Branco e Tambaú até a divisa com a praia de Manaíra.

O secretário de infraestrutura do município (Seinfra), Marcelo Cavalcanti, considera que a construção de ciclovias na cidade tem reflexos imediatos na melhoria do sistema viário da Capital. Para o gestor, esse tipo de construção permite que o uso da bicicleta seja feito com segurança tanto para o esportista profissional, quanto para o esportista de ocasião, mas principalmente para aquelas pessoas que utilizam à bicicleta como meio de transporte para ir ao trabalho.

“É importante verificar que a Prefeitura tem construído uma rede que sai do Cristo Redentor, atende ao José Américo, Altiplano e segue até a orla, trajeto onde se concentram as obras da construção civil, bares, restaurantes e onde trabalham milhares de pessoas que usam a bicicleta como meio de locomoção”, argumenta.

Beneficiados – O funcionário público Tiago Gusmão utiliza diariamente a ciclovia do Altiplano e da orla para a prática da atividade física. Segundo ele, a bicicleta adquirida recentemente tem mudado sua rotina de vida para melhor. “Sempre que posso utilizo a bicicleta para me locomover. Nesse percurso posso contar com as ciclovias, que é muito melhor para a minha segurança, pois não vou disputar espaço na rua com os veículos”, argumenta.

O comerciante Márcio da Silva, que utiliza a bicicleta como meio de transporte até o trabalho também comemora a obra realizada pela Prefeitura. “Passo diariamente pela ciclovia no Altiplano para trabalhar. Hoje, faço esse trajeto com maior tranqüilidade”, afirmou Márcio da Silva.