Educadora Moira Toledo abre atividades das Oficinas Culturais nos Bairros

Por - em 51

O projeto “Oficinas Culturais nos Bairros” será aberto nesta segunda-feira (2), com uma palestra da educadora, pesquisadora e especialista em cinema Moira Toledo. O evento acontece a partir das 15h, no auditório do Centro de Capacitação de Professores Luiz Alberto Coutinho (Cecapro), localizado na Avenida Beira Rio. A entrada é gratuita e aberta ao público, com vaga limitada. O projeto é uma realização da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

Moira desenvolve metodologias que visam facilitar o trabalho de educadores interessados em utilizar o cinema em sala de aula. Atualmente, é mantenedora do acervo cinematográfico Kinooicos, que conta com mais de 300 vídeos realizados em oficinas culturais. A palestra da cineasta paulista trata do aspecto pedagógico da sétima arte.

A educadora entende que o aprendizado audiovisual é uma disciplina multirrelacional, ou seja, que essa linguagem integra vários aspectos, como o musical, o visual e o espacial; o corporal e o cinestésico; além de lingüística, matemática e física. A ideia, segundo ela, é trabalhar com diversos problemas de convivência em grupo. A partir dessa visão, ela circula pelo território nacional ministrando oficinas de alfabetização audiovisual.

A Assessoria Pedagógica da Funjope alerta que os interessados em assistir à palestra devem chegar cedo ao Cecapro. Apesar de a entrada ser gratuita, há limitação na quantidade de assentos.

Experiência com projetos comunitários – Moira Toledo é formada em Cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), além de mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC e doutora em Cinema pela ECA-USP. Desde 2004, ela coordena o projeto “Formação do Olhar”, do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. A iniciativa é desenvolvida na periferia da Capital paulista. A educadora e cineasta é ainda supervisora pedagógica das oficinas Tela Brasil, realizadas pela cineasta Laís Bodanzky.

No currículo de Moira Toledo destacam-se quatro outras atividades, sendo uma delas como coordenadora educacional do Instituto Criar de TV e Cinema (2006). As demais são: professora e colaboradora pedagógica das Oficinas Kinoforum (2003-2005); consultora artística e pedagógica da Escola Livre de Cinema e Vídeo de Santo André (2007-2009); e curadora do “Toronto Latino Film and Vídeo Festival”, em 2003. Nesse último evento, ela participou também no júri, em 2005 e 2006.

Cem oficinas – Na segunda quinzena de maio, a Funjope divulgou a relação das 100 propostas selecionadas pelo edital do projeto “Oficinas Culturais nos Bairros”. As aulas começam no dia 3 de julho. Ao todo, cerca de 300 proponentes participaram do processo.

Acesso gratuito – O projeto “Oficinas Culturais nos Bairros” contempla espaços comunitários em diferentes localidades de João Pessoa. As áreas disponibilizadas em edital incluem artes visuais, dança, audiovisual, música, artes cênicas, cultura popular, literatura, comunicação, culinária, entre outros segmentos. O acesso ao serviço pela população é gratuito e contempla todas as faixas etárias. As aulas vão acontecer de julho a dezembro deste ano e os oficineiros serão remunerados.