Cineclube Casarão 34 apresenta o filme ‘Sem Sol’, na quinta-feira

Por - em 22

As atividades do Cineclube da Unidade Cultural Casarão 34 têm continuidade na próxima quinta-feira (15), quando a sessão ‘Sódoc’ exibirá, a partir das 19h, o documentário ‘Sem Sol’, de Chris Marker, com 100 minutos de duração e lançado na França em 1982. Agora em maio, a programação da sessão ‘Sódoc’ homenageia o ‘Mês do Artista Plástico’, interagindo com o Salão Municipal das Artes Plásticas (Samap), que está em cartaz no Casarão 34. A realização é da Prefeitura de João Pessoa (PMPJ), por intermédio da sua Fundação Cultural (Funjope).

O Cineclube Casarão 34 divide-se em duas linhas de atuação: as sessões ‘Sodóc’, destinada exclusivamente a exibição de documentários do mundo inteiro, e a ‘Alvo visual – Diálogos com a imagem’, que exibe filmes de diversas naturezas, a exemplo de vídeos experimentais de dança e arte, sempre com um debatedor convidado, e tem o objetivo de discutir a interação do cinema com outras linguagens artísticas.

Sinopse – Misto de documentário e indagação estético-filosófica, em ‘Sem Sol’ o espectador acompanha num transe quase hipnótico a narração das cartas escritas por um câmera que viaja pelo mundo, do Japão à Guiné Bissau, da Islândia aos Estados Unidos, e presencia uma meditação sobre o tempo e a memória tecida por Chris Marker.

O diretor
– Cineasta sempre inovador, Marker é considerado um mago das imagens e da montagem. Poucos cineastas conseguiram como ele imprimir um selo de modernidade numa obra vasta, que ultrapassa os limites de todos os gêneros, suportes e bitolas.

Começou a ser conhecido internacionalmente quando ele realizou ‘La Jetée’, em 1962. Este filme de ficção científica conta a história de uma experiência de viagem no tempo num futuro pós-nuclear. O filme foi a inspiração de Terry Gilliam para ‘Os doze macacos’ (1995).

Depois de dirigir ‘Sem Sol’, Marker desenvolveu um profundo interesse pela tecnologia digital, que fez com que seus filmes ‘Level 5’ (1996) e ‘Immemory’ (1998) fossem transformados em um CD-ROM multimídia interativo produzido em Paris. Chris Marker não concede entrevistas nem se deixa fotografar; quando lhe pedem uma fotografia, ele habitualmente oferece a de um gato.

Mais informações na Unidade Cultural Casarão 34, localizada na Praça Dom Adauto, 34, no Centro de João Pessoa, pelo telefone 3218-9708 ou ainda através do e-mail divisaodeaudiovisual@yahoo.com.br, em horário comercial.