Cineport divulga lista de vencedores em várias categorias

Por - em 39

O 4º Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa (Cineport) foi encerrado na noite de domingo (10) com um grande número de espectadores e visitantes. O evento foi realizado em João Pessoa pela segunda vez e teve apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). A cerimônia de premiação dos vencedores nas várias categorias foi realizada na noite de sábado (09).
A cerimônia de premiação aconteceu na Tenda Digital na noite de sábado, na Usina Cultural Energisa, com a presença dos concorrentes nas diversas categorias do Troféu Andorinha, além dos convidados do Festival CINEPORT e da imprensa.

Confira os vencedores:

Premio Energisa: “Terra Erma”, de Hilton Paulino.
Menção Honrosa: “Lelê”, de Carlos Dowling e Shiko.

TROFÉU ANDORINHA CRIANÇA
Andorinha Criança: “Os Porralokinhas”, de Lui Farias.

ANDORINHA DIGITAL
Animação: “Terra”, do diretor brasileiro Sávio Leite.

Ficção Curta: “Um dia Frio”, da diretora portuguesa Cláudia Varejão.

Ficção Longa: “Cristóvão Colombo, o enigma”, do diretor português Manoel de Oliveira.

Documentário Curta: “Diário de Aquário” de Luiz Carlos Lacerda.

Documentário Longa: “Pachamama”, de Erik Rocha.

TROFÉU ANDORINHA
Melhor Figurino: André Simonetti por Chega de Saudade.

Melhor Direção de Arte: Cássio Amarante por Encarnação do Demônio.

Melhor Montagem de Ficção: João Braz

Melhor Fotografia: Mauro Pinheiro por Linha de Passe.

Melhor Roteiro: Miguel Góis, Maria Ricardo e Telmo Churro por Aquele Querido Mês de Agosto.

Melhor Trilha Sonora: Olivier Blanc, Ricardo Leal e Gèrard Rosseau de Portugal por Mal Nascida de João Canijo.

Melhor Produtor: Claudia da Natividade, Fabrizio Donvito e Marco Cohen por Estômago de Marco Jorge.

Melhor Ator Coadjuvante: Babu Santana por Estômago de Marco Jorge.

Melhor Atriz Coadjuvante: Márcia Bréia por Mal Nascida, de João Canijo.

Melhor Ator: Selton Mello por Meu Nome não é Johny.

Melhor Atriz: Leandra Leal por Nome Próprio de Murilo Salles.

Melhor Montagem de Documentário: Natara Ney por O Mistério do Samba, de Carolina Jabor e Lula Buarque de Hollanda.

Melhor Documentário: O Mistério do Samba, de Carolina Jabor e Lula Buarque de Hollanda.

Melhor Diretor de Ficção: Marco Jorge por Estômago

Melhor Filme de Ficção: Estômago de Marco Jorge