Cinturão Verde inicia estudo sobre nascentes ameaçadas

Por - em 49

Como parte das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta sexta-feira (5), o programa Cinturão Verde vai instalar uma nova horta agroecológica na comunidade de Mumbaba, região devastada por areais. Na ocasião, os técnicos do programa iniciarão um levantamento georreferencial das nascentes da bacia do Rio Mumbaba que estão ameaçadas pela ação dos areeiros da área.

Na opinião do coordenador do Cinturão Verde (linha de crédito especial do programa municipal de crédito orientado Empreender-JP), Roberto Vital, o Dia Mundial do Meio Ambiente é uma oportunidade para lembrar a importância de se pensar políticas públicas para reduzir o impacto da sociedade sobre a natureza.

De acordo com ele, a Paraíba tem pouco o que comemorar nessa luta. “Há 40 anos, quando iniciava o curso de agronomia em Areia, já era informado pelo professor Salvino de Oliveira de que o semi-árido paraibano, principalmente nas microrregiões do Seridó, Cariris e Curimataú, era intenso o processo de erosão, e avançado era o estágio de desertificação em toda sua extensão. E não sei, durante todo este tempo, de qualquer programa governamental, em qualquer nível, focado neste problema”, explica.

Segundo Roberto Vital, em outubro de 2006, no Vale do Piancó, numa extensão de aproximadamente 10 quilômetros entre Conceição e Ibiara, foram contados 16 focos de queimadas, futuros pontos de proliferação do processo de desertificação. “E isto só pode ser contido e revertido a partir de intenso programa governamental de capacitação e difusão de tecnologia de base agroecológica”.

Na Zona da Mata, a situação é ainda mais preocupante. Com a devastação da floresta para dar lugar aos canaviais (uma das base da economia local), a Paraíba herdou um ambiente desmatado, formado por solos sedimentares, de estrutura arenosa, que precisa de cobertura vegetal permanente, que lhes preserve a propriedade de retenção de água e assegure a perenidade dos poucos rios.

“Entretanto, o que se observa é a proliferação de campos de extração criminosa de areia nas áreas à montante das nascentes dos rios, determinando a morte dos mesmos, a exemplo do que já ocorreu com o rio Marés, e o que deve ocorrer dentro de alguns anos com o rio Mumbaba, caso não se implemente rigorosa política de preservação e recuperação nas áreas de influência da sua bacia”, afirma.
 
Cinturão Verde – Desde 2005, quando foi criada, a linha de crédito do Empreender-JP voltada aos pequenos agricultores liberou R$ 1,2 milhão através de 315 operações de crédito contratadas com recursos do Pronaf (Programa Nacional de Apoio à Agricultura Familiar) e do Fundo Municipal de Incentivo aos Pequenos Negócios. Além dos financiamentos, o Cinturão Verde também desenvolve eventos de capacitação, assistência técnica agronômica, zootécnica e gestacional.