Circuito Cultural das Praças tem dez atrações neste sábado

Por - em 43

Música, dança, teatro e circo, emboladas de coco e nau catarineta são algumas das atrações do Circuito Cultural das Praças deste sábado (12), que acontece em 10 pontos da Capital. Na Alcides Carneiro, em Manaíra, a programação tem início às 17h, e nas demais praças as apresentações começam a partir das 20h.

A atração da Praça da Paz, nos Bancários, é o cantor e compositor Paulinho Ditarso, que tem mostrado inovações na mistura de samples vocais e percussivos. O artista, que viveu muitos anos na Europa, é considerado um dos melhores pandeiristas do Nordeste. Além de composições próprias, o seu repertório apresenta parcerias com importantes nomes da música paraibana e brasileira, a exemplo de Lenine, Fuba, Milton Dornellas, Alex Madureira, Pedro Osmar e Chico César.

A Praça Lauro Wanderley, no Funcionários I, apresenta a banda de forró pé de serra ‘Os Três do Xamego’, formada pelos músicos Arimatéia e Marinalva (vocais), Zé Cardoso (sanfona), Raminho (bateria), Nequinho (contrabaixo), Severino (triângulo), Geraldo (teclado) e Getúlio (guitarra). O grupo é bastante requisitado em eventos da capital e cidades como Campina grande, Cubati, Soledade, Santa Luzia, Patos, Itaporanga, Catolé do Rocha e Cajazeiras.

A Praça Bela, nos Funcionários II, recebe o grupo de Ciranda e coco de roda ‘Vó Mera e seus Netinhos’, que surgiu em 2003. Desde 2004, o grupo compõe a cena cultural da Capital, sendo bastante requisitado em eventos diversos, organizados por paróquias, movimentos sociais populares e pela gestão pública municipal.

A Barca Santa Maria é a atração da Praça Aquiles Leal, em Jaguaribe. O folguedo popular iniciou sua trajetória em 1955, sob o comando do Mestre Manuel, fazendo uma homenagem à ‘Nau Catarineta Boa Esperança’, a primeira barca do Brasil, que era comandada por Pedro Álvares Cabral.

A Barca Santa Maria parou as apresentações por 23 anos, entre 1980 e 2003. Atualmente, conta com 43 componentes, que é o formato oficial da dança, sendo 20 marujos, 11 oficiais e 12 graduados.

A Praça do Coqueiral, em Mangabeira, será movimentada com a exibição de dança de rua do Coletivo Tribo Éthnos, um grupo que tem trabalhado a cultura Hip-Hop como uma de suas linguagens. O Coletivo Tribo Éthnos nasceu em março de 1990 com o objetivo de tentar fazer arte conectada com valores humanos, sociais e filosóficos como forma de exercitar as diversas habilidades artísticas de três jovens que se expressavam pela dança, música, literatura, artes visuais e artes marciais.

A Praça do Caju, no Bessa, recebe a folguedo popular boi de reis Estrela do Norte, atualmente comandado pelo Mestre Pirralhinho, que começou sua atividade como brincante com o Mestre Gasosa, aos cinco anos de idade, passando depois a brincar com seu pai, o conhecido Mestre João do Boi.

Na Praça da Mangueira, localizada no Alto do Mateus, se apresenta a Lapinha Menino Deus, que surgiu em 1980, no bairro de Cruz das Armas. O grupo, que passou muitos anos desativado, segundo seus organizadores por falta de incentivo, voltou às atividades este ano, com 17 pastoras e 5 tocadores.

A atração da Praça Alcides Carneiro, em Manaíra, às 17h, é o espetáculo de Teatro e Circo Arlequin, da Trupe Arlequin, com direção de Diocélio Barbosa, que também integra o elenco ao lado dos atores Nady Costa, Nana Vianna, Edi Santos e Walter Olivério. A Trupe Arlequin de Circo Teatro foi fundada em dezembro de 2008, com o objetivo de dar continuidade a uma pesquisa coletiva, voltada para a disseminação e valorização da arte teatral e circense.

A Praça da Esperança, no Gervásio Maia, recebe a Lapinha São Sebastião, fundada em 1991, visando propagar a cultura popular nos festejos natalinos. Atualmente, o folguedo é composto por 22 pastoras, sob a organização de Adézio da Silva e Giseuda Elias.

Encerrando a programação da semana, a banda ‘Ítalo Pai e a Zabumba Mundi’ se apresenta na Praça da Amizade, do Rangel. O grupo promete mostrar uma inovação que tem como base a utilização de ritmos regionais como xaxado, xote e samba, numa mistura de rap e rock. O grupo também toca covers de Luiz Gonzaga, Raul Seixas e Zeca Baleiro.