Circuito das Praças tem cultura popular e festival alternativo de rock

Em 0 224

No Circuito Cultural das Praças deste sábado (3) tem cultura popular, circo, teatro, dança, festival de música e muito samba no pé, relembrando o Carnaval Tradição 2012, com a escola de samba Independentes de Mandacaru, o grupo de ala ursa Urso Panda e o clube de orquestra Bandeirantes da Torre. O evento, que busca o incentivo à produção cultural paraibana, acontece semanalmente e é uma realização da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da sua Fundação Cultural (Funjope).

Neste sábado, além das apresentações nas praças, acontece também o Festival Alternativo Rock 4×4, na praça Bela, no bairro dos Funcionários II, a partir das 16h. O evento, que faz parte da programação do Circuito Cultural, tem como objetivo oferecer visibilidade aos grupos de música alternativa e a cultura alternativa de um modo geral. No local, irão apresentar-se grupos de rock dos mais variados estilos e também bandas de heavy metal, hardcore, hip hop e grupos de cultura regional como nações de maracatu.

Já na Estação Cabo Branco, no domingo (4), apresenta-se o violeiro repentista Marivaldo dos Anjos, que promete agradar o público com muitos improvisos, além de canções populares.

O Circuito Cultural das Praças reúne uma série de expressões culturais, contemplando as áreas de música, cultura popular, artesanato, audiovisual, literatura, artes integradas, teatro, circo e dança. O projeto também conta com a parceria da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), que insere grupos e artistas convidados, como forma de ampliar e diversificar ainda mais a programação.

Castelo Branco – A escola de samba Independentes de Mandacaru, terceiro lugar no Carnaval Tradição 2012, é a atração da praça Nossa Senhora da Paz (conhecida como praça da Cultura), a partir das 19h. A noite promete ser de muito samba no pé, relembrando o carnaval. Fundada em 1979, a escola é composta por 300 integrantes. Também se apresentam na praça, os grupos convidados da Sedes: CGarte e Banda Abrad´Os Zóio.

Manaíra – A atração da praça Alcides Carneiro, a partir das 17h, é o espetáculo “Allem do Circo”, da Trupe Pirulito de circo-teatro. O espetáculo retrata duas posições antagônicas a respeito da programação de um show que será apresentada no circo. De um lado, o apresentador, ou mestre de cena, defende uma programação tradicional, restrita aos artistas do picadeiro, com malabarismo, equilibrismo, bailado, perna de pau e mágica. Do outro lado, está o palhaço Coceirinha, que tenta modificar a concepção do apresentador, transformando o show em uma verdadeira confusão.

O posto cobiçado acaba sendo ocupado pelo palhaço Coceirinha, que muda a programação do circo com seu jeito especial de ser: poético, fanfarrão, ousado e descontraído. Enquanto isso, o mestre de cena é transformado em um palhaço interativo, que leva o público a dar muitas gargalhadas.

Padre Zé – A dupla de emboladores de coco Zezinho e Carlos Batista é a atração da praça da Conquista, a partir das 19h. As habituais rimas improvisadas e o ritmo do pandeiro dão o tom da apresentação. O coco de embolada é uma forma de repente muito popular no Nordeste. Nessa arte, dois repentistas tocam o pandeiro e improvisam as rimas baseados em temas variados como amor, a vida dura no Sertão nordestino, cotidiano, etc.

Funcionários I – O grupo de ala ursa Urso Panda vai levar a magia e animação dos batuques de carnaval até a praça Lauro Wanderley, a partir das 19h. Originário do bairro do Cristo Redentor, o grupo realiza apresentações através de danças, fantasias de urso panda e instrumentos de percussão.

Jaguaribe – O espetáculo ‘Encantados’, do grupo de Balé Popular da UFPB, chega a praça Aquiles Leal, neste sábado (3), a partir das 19h. Dirigido e coreografado por Maurício Germano, a montagem narra uma viagem ao mundo encantado da cultura popular nordestina, baseada em contos da literatura de cordel.

A saga nos leva a um mundo fantasioso sob a ótica de um menino que se perde da família durante uma retirada. A partir daí, ele passa a sonhar com seus parentes e antepassados, confundindo-os com personagens típicos dos folguedos e causos como o Boi Tugão, Mestre Ambrósio, anjos e santos. A trama é construída ao som e passos de danças populares como o cavalo marinho, boi bumbá e cantigas de roda. Os movimentos do balé são enriquecidos na cultura nordestina incorporada pelos bailarinos e acentuada no figurino.

Funcionários II – Na praça Bela acontece, a partir das 16h, o 8º Festival Alternativo Rock 4×4. A proposta do evento é oferecer visibilidade aos grupos de música alternativa e a cultura alternativa de um modo geral. No local, irão apresentar-se grupos de rock dos mais variados estilos e também bandas de heavy metal, hardcore, hip hop e grupos de cultura regional como nações de maracatú. A abertura do evento fica por conta da banda Nação Maracaíba (cultura regional). A festa continua com os shows das bandas Zé Viola, Conclave, Soul Scream, Pão Mofado, Necro Hunter e Rotten Flies.

Também se apresentam na praça Bela, dentro da programação do Circuito Cultural das Praças, a Ong de Cultura Popular e Quadrilha junina Xiado do Xinelo, com o espetáculo ‘A Praça foi feita pro povo cantar, dançar e teatrar’ e a banda Face a Face, com um repertório de canções da música popular brasileira, ambos convidados da Sedes.

Valentina – Ainda no ritmo do carnaval, quem agita os festejos na praça Soares Madruga, a partir das 19h, é o clube de orquestra Bandeirantes da Torre. Fundada em 1950, com o nome de Tiradentes Esporte Clube e Bandeirantes da Torre, a agremiação mista tinha o objetivo de promover a integração da comunidade através do esporte e lazer. Mais tarde, o carnaval tornou-se sua bandeira de atuação e identificação, envolvendo toda a comunidade do bairro da Torre. A primeira grande conquista do clube foi o título de campeão do Carnaval Tradição em 1952. Desde então, já coleciona dezoito títulos. Este ano, o clube de orquestra ficou com a segunda colocação no tradicional evento carnavalesco da Capital paraibana.

Estação Cabo Branco – Neste domingo (4), a partir das 17h, quem se apresenta na Estação Cabo Branco é o violeiro repentista Marivaldo dos Anjos. Bastante conhecido nas cantorias da Paraíba e estados vizinhos, ele promete agradar o público com muitos improvisos, além de canções populares e modalidades da cantoria, a exemplo de galope à beira mar, dez de queixo caído, oitavão rebatido e martelo alagoano.

Confira abaixo a programação:

– Castelo Branco (praça da Cultura) – 19h

Escola de Samba Independentes de Mandacaru (música)

Convidados da Sedes: CGarte e Abra os Olhos

– Manaíra (praça Alcides Carneiro) – 17h

Allem do Circo (circo)

– Padre Zé (praça da Conquista) – 19h

Zezinho e Carlos Batista (cultura popular)

– Funcionários I (praça Lauro Wanderley) – 19h

Urso Panda (cultura popular)

– Jaguaribe (praça Aquiles Leal) – 19h

Encantados (dança)

– Funcionários II (praça Bela) – 19h

Festival Alternativo de Rock 4×4 (música)

Convidados da Sedes: Ong de Cultura Popular e banda Face a Face

– Valentina (praça Soares Madruga) – 19h

Clube de Orquestra Bandeirantes da Torre (cultura popular)

– Estação Ciência – 04/03 – 17h

Marivaldo dos Anjos (cultura popular)