Circuito das Praças tem shows de música, dança e teatro, neste sábado

Por - em 36

Apresentações de circo, teatro, dança, artes integradas e música de diversos ritmos e estilos fazem parte da programação deste sábado (5), do ‘Circuito Cultural das Praças’, realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da sua Fundação Cultural (Funjope), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). São 15 atrações que se apresentarão em horários diversificados, em 11 praças da Capital, incentivando a diversidade cultural paraibana.

O ‘Circuito Cultural das Praças’ nasceu em 2006 com a inauguração do anfiteatro Lúcio Lins, na Praça da Paz, no bairro dos Bancários. Com a construção de novas praças, a Funjope manteve uma programação permanente baseada na diversidade, na defesa do princípio da democratização do acesso e da circulação dos bens culturais.

O objetivo é apresentar a população dos bairros de João Pessoa espetáculos de dança, música, cultura popular, teatro, artesanato, audiovisual, literatura, artes integradas, circo e muito mais. A edição deste ano vai estender a programação até a primeira quinzena de março de 2012, apesar do projeto nas versões anteriores acontecer de setembro a fevereiro. Foram 432 apresentações selecionadas em edital público, além de artistas e grupos convidados pela Sedes.

Castelo Branco – O ‘Samba Trem das Onze’ é a atração da Praça da Cultura, no bairro do Castelo Branco, a partir das 19h. O grupo, formado em 2008, por Chico Limeira, Regina Limeira, Paulinho Tazz, Tibério Limeira e Kayo Oliveira, nasceu no intuito de apresentar o samba em seu estado de conservação, lembrando os sambas de outrora e levando ao público novos sambas. No repertório é possível encontrar um recheio de canções autorais mescladas com a cadência dos velhos sambistas e a ebulição da cena contemporânea do samba, uma verdadeira fusão de ritmos e melodias. Noel, Carola, Chico Buarque e Geraldo Pereira sobem ao palco junto com o grupo como divinos referenciados e transformam as belas canções de outras décadas em referência para as novas canções a exemplo da premiada “Samba sem Bem”, de Chico Limeira.

Manaíra – A Praça Alcides Carneiro será palco do espetáculo ‘Circo Arlequin’, encenado pela Trupe Arlequin, a partir das 17h. Há dois anos incentivando a arte circense/teatral, o grupo explora a rotina de personagens da vida real que encontram na noite momentos únicos de curtir a vida e até mesmo de sobreviver. O ‘Circo Arlequim’ apresenta no picadeiro as mais divertidas cenas clássicas dos palhaços, que com pantomimas, gags (elemento surpresa) e reprises interativas com o público fazem do espetáculo um show à parte. Um bar é utilizado como pano de fundo para retratar as mais diversas estórias. O cardápio é diversificado: entrada – pantomima e música; prato principal – saborosas habilidades circenses; sobremesa – deliciosas atrapalhadas do palhaço Xulé. A direção é de Diocélio Barbosa.

Bessa – O rock da banda paraibana Hazamat agita a Praça do Caju, a partir das 19h. Formada por Pedro Guimarães (guitarra e vocais), João Moura (guitarra e vocais), Diogo Egpyto (baixo e vocal) e Pedro Araújo (bateria), a Hazamat apresenta um diálogo com diversos estilos, seja rock, hardcore, punk, hard rock, ou regional e popular. Baixo e bateria fazem a cozinha pesada, enquanto as guitarras puxam as músicas com muitos jogos de vozes, riffs, licks e solos.

Padre Zé – Há sete anos a banda paraibana Pão Mofado apresenta um estilo próprio e irreverente: o hard tosco, uma mistura entre o hard core e as “doideiras do mundo”, segundo o vocalista Ednilson Vieira, mais conhecido como Neném Mofado. O grupo, composto por quatro integrantes Pinóchio (guitarrista), Alex – (baixista), Nino (baterista) e Neném Mofado (vocalista), se apresenta neste sábado (5), na Praça da Conquista, no bairro Padre Zé, com o espetáculo ‘Rock Riso’. No repertório, músicas de autoria própria. “Fazemos um rock acessível a todos, com letras de fácil percepção pelo público”, frisou Vieira.

Funcionários I – ‘Do Fogo às Cinzas’ é o espetáculo que a Contexto Companhia de Dança vai apresentar na Praça Lauro Wanderley, a partir das 19h. O grupo começou seus trabalhos com base no ritmo do forró, depois se embrenhou em outras vertentes. A performance desta sexta-feira vai transcrever para o corpo a segunda parte do livro “Fogo Morto”, obra-prima do regionalismo neo-realista surgido no Brasil durante a década de 30 e escrito pelo paraibano José Lins do Rego. Na ocasião, será desenvolvida em duas cenas a violência xucra e a religiosidade. A direção geral é de Alex Oliveira.

Jaguaribe – A banda Néctar do Groove é a atração da Praça Aquiles Leal, a partir das 19h. O consagrado grupo de jazz, formado por músicos paraibanos e suíços misturam jazz, funk e afrobeat, apoiado nas fortes raízes da música nordestina. A improvisação é o diferencial da banda em suas apresentações, fundindo ritmos e valorizando a música instrumental. No repertório, Néctar do Groove inclui composições próprias como Afrojam, Terra, Rosa, Vôo da Viúva, além de clássicos de grandes mestres da ‘world music’, a exemplo de Manu Dibango e Eumir Deodato.

Funcionários II – Na Praça Bela, a partir das 19h, a população vai poder assistir ao espetáculo “E Sobre Cordéis”. O projeto, idealizado por Erik Breno Rodrigues, mostra como a linguagem de cordéis pode interagir com outras linguagens. Durante o espetáculo haverá apresentação de vídeos, teatro e dança contemporânea.

Gervásio Maia – Na Praça da Esperança, a partir das 19h, a vez será do samba e pagode do grupo paraibano Pura Raiz. A banda surgiu em João Pessoa, em 1996, despretensiosamente, durante uma festa na casa de amigos. A experiência funcionou e os músicos voltaram a tocar juntos pelos bairros da Capital até se profissionalizarem. A proposta é a mesma desde o surgimento da banda: tocar samba de raiz. Entre as músicas do repertório estão canções de sucesso como “Samba pras moças” e “Deixa a vida me levar” e canções de autoria própria como “Fazendo Pirraça”, “Minha Fé”, “Na Subida do Morro”, “Boato Sem Lógica” e “Deixa Clarear”, que resgatam a tradição, numa verdadeira demonstração de devoção ao samba.

Valentina – O palhaço Tel Pastel é a atração da Praça Soares Madruga, no Valentina, a partir das 19h, com o espetáculo “Circo Imaginário”. Segundo ele, “o céu é a lona, a rua, é a arquibancada. E a plateia forma o grande picadeiro. A chegada do palhaço tem inicio com uma performance musical, o circo imaginário”. O artista comanda o show para as crianças e seus familiares, relembrando velhas e novas brincadeiras de infância, canções de domínio público e muito riso, com humor ingênuo e imagens lúdicas.

Alto do Mateus – “As Emoções das Canções” é o nome do show que o cantor Pádua Belmont apresenta neste sábado (5), a partir das 17h, na Praça da Mangueira. No repertório estão incluídas canções de seu último CD, lançado em 2008, músicas de sucesso como ‘Isso’ (Chico César), ‘Clichê do Clichê’ (Vinicius Cantuária e Gilberto Gil), ‘Coração de Zabumba’ (Kennedy Costa), ‘Quintal do Desejo’ (Vital Alves) e inéditas de própria autoria. O cantor e compositor é natural da cidade de Bayeux.

Estação Ciência – A partir das 17h, no teatro de arena, na Estação Cabo Branco – Ciência Cultura e Artes, apresenta-se a Cia de Dança Lunay, com o espetáculo ‘Caravana’, uma adaptação de danças étnicas brasileiras ao Tribal. Composto por seis integrantes, Kilma Farias (direção), Jaqueline Lima (coordenação), Fabiana Rodrigues, Jackeline Mendonça, Juliana Garcia e Kelly Maurien, o grupo mescla o Tribal Fusion – fusão da dança do ventre com flamenco, indiana, danças folclóricas do oriente – com danças afrobrasileiras – maracatu, coco, caboclinho, orixás.

Convidados da Sedes – Também participam da programação do ‘Circuito Cultural das Praças’ artistas convidados pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Neste sábado (5), se apresentam o Grupo Evangélico Expressão e Louvor, na Praça Bela (Funcionários II), a Banda Oniseize, na Praça Lauro Wanderley (Funcionários I), a Banda Raça Popular, na Praça da Cultura (Castelo Branco) e o grupo de dança Companhia Dance Art, na Praça Soares Madruga (Valentina).

Confira a programação completa deste sábado (05/11):

– Castelo Branco (Praça da Cultura) – 19h

Trem das Onze (música)

Convidado da Sedes: Banda Raça Popular (música)

– Manaíra (Praça Alcides Carneiro) – 17h

Circo Arlequim (circo)

– Bessa (Praça do Caju) – 19h

Banda Hazamat (música)

– Padre Zé (Praça da Conquista) – 19h

Rock Riso (música)

– Funcionários I (Praça Lauro Wanderley) – 19h

Do Fogo às Cinzas (dança)

Convidado da Sedes: Banda Oniseize (rock)

– Jaguaribe (Praça Aquiles Leal) – 19h

Nectar do Groove (música)

– Funcionários II (Praça Bela) – 19h

Erick Breno (artes integradas)

Convidado da Sedes: Grupo Evangélico Expressão e Louvor (música)

– Conjunto Residencial Gervásio Maia (Praça da Esperança) – 19h

Banda Pura Raiz (música)

– Valentina (Praça Soares Madruga) – 19h

Circo Imaginário – Tel Pastel (circo)

Convidado da Sedes: Grupo Companhia Dance Art

– Alto do Mateus – 17h

Pádua Belmont (música)

– Estação Ciência (anfiteatro) – 17h30

Tribal Brasil (dança)