Cobertura do PSF na Capital está entre as melhores do NE

Por - em 34

A cobertura do Programa de Saúde da Família (PSF) em João Pessoa ocupa o segundo lugar no ranking das capitais nordestinas, segundo levantamento do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde. Os dados apontam uma cobertura de quase 90% da população e mais de 630 mil pessoas atendidas nas 180 Unidades de Saúde da Família. João Pessoa ficou bem à frente de outras capitais, como é o caso de Natal (RN), que conta com 44% de cobertura, Salvador (BA) com 30% e Fortaleza (CE), com apenas 29% de cobertura do PSF. Em primeiro lugar está Teresina (PI).

Só no primeiro trimestre de 2010, foram realizadas 152.308 consultas médicas nos PSFs de João Pessoa. “As unidades básicas ainda realizam imunização, atendimentos de enfermagem, terapias de grupos e outros serviços básicos”, afirma Cláudia Veras, responsável pela Diretoria de Atenção à Saúde do Município.

Cada unidade básica comporta salas de vacina e curativo, de coleta de citológico, gabinetes odontológicos, consultórios médicos, de enfermagem, odontologia, sala de espera, sala de higienização, copa, câmara de lixo, administração e almoxarifado, além de banheiros para usuários e funcionários, adequados para atender os portadores de deficiência.

Além dessa estrutura, 12 unidades básicas de saúde contam com o equipamento de Tele-Medicina, que permite realizar exames de eletrocardiograma e emitir o laudo em apenas 40 minutos. A expectativa da gestão é instalar o equipamento em outras 44 unidades até o final de 2010.

Dona Maria de Fátima, de 58 anos, é diabética e hipertensa e faz o acompanhamento no PSF do Coqueiral, em Mangabeira. Na unidade ela faz a aferição de pressão arterial e testes de glicemia periodicamente, além de participar das terapias de grupo. “Com o tratamento que recebo no PSF, fico muito tranquila porque posso controlar minhas doenças e receber meus remédios de graça”, afirmou a dona de casa.

Para a secretária de Saúde do Município, Roseana Meira, os dados do Ministério da Saúde apenas reforçam um dos maiores compromissos da gestão, que é levar dignidade e cidadania aos usuários da rede pública de saúde. Nossa meta é buscar sempre a humanização e a qualidade dos serviços e buscar a integração da comunidade com os profissionais que atuam nos serviços de atenção básica, afirmou a secretária, lembrando que cada equipe de saúde é composta por médicos, enfermeiros, odontólogos, técnico em enfermagem, agente comunitário de saúde e auxiliar de consultório dentário.