Coleta de lixo eletrônico arrecada mais de uma tonelada de material

Por - em 98

Equipamentos eletrônicos como peças de computadores e baterias de aparelho celular já podem ser descartados sem causar danos ao meio ambiente. A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), engajada com ações de reciclagem, montou o primeiro ponto de coleta de resíduos eletrônicos da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), que já recebeu mais de uma tonelada de equipamentos, entre monitores, gabinetes e impressoras.

O ponto de coleta foi inaugurado em junho e, de acordo com o gerente de Destinação Final de Resíduos da Emlur, Edmilson Fonseca, a participação da população tem sido grande, mesmo em pouco tempo de funcionamento do serviço. “Todos os dias chegam pessoas deixando algum tipo de material no posto, mas precisamos divulgar mais a disponibilidade de descarte ecológico para que toda a população abrace esta causa”, afirma ele.

Os equipamentos eletrônicos são armazenados no ponto de coleta até serem levados para uma empresa de reciclagem, a RCTec Resíduos Eletrônicos, que funciona em Bayeux, e é conveniada com a Emlur. No ponto de coleta já foram entregues em torno de 60 monitores, 25 impressoras e 25 gabinetes, e o transporte será feito pela PMJP quando forem recebidos mais materiais.

Em junho deste ano, a Emlur apoiou uma campanha pelo recebimento de lixo eletrônico, na semana do meio ambiente, que arrecadou 3,85 toneladas de equipamentos. Os materiais foram destinados à RCTec, que é responsável pelo desmonte dos materiais, classificando as peças por cada tipo.

Conforme o proprietário da RCTec, Flávio Costa, as peças são vendidas e reaproveitadas na fabricação de novos produtos. Ele destaca a reciclagem do ferro dos gabinetes na fabricação de vigas, pregos e parafusos, usados na construção civil, além do plástico e do vidro, que são amplamente empregados no setor industrial.

Já as placas dos computadores são recicladas em Cingapura, sendo retirados os metais nobres e pesados, usados na fabricação de novas placas ou de monitores. Após a reciclagem, as baterias de celular e de notebook voltam ao mercado com a mesma função.