Com apoio da PMJP, Fest Aruanda será aberto nesta quinta-feira e terá exibição de filmes patrocinados pelo edital Walfredo Rodriguez

Por Juneldo Moraes - em 175

Com mais de trinta filmes entre curtas e longas-metragens, cinco deles produzidos com recursos do edital Walfredo Rodriguez, será aberto nesta quinta-feira (6), às 19h30, no Cinépolis Manaíra Shopping, o 13° Fest Aruanda, que tem apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope). O evento, que termina na quarta-feira (12), contará ainda com debates, mesas redondas e oficinas.

A principal atração da noite de abertura será o longa-metragem ‘Todas as canções de amor’, de Joana Mariani. Na ocasião, também a entrega do troféu Memória Viva do Cinema Paraibano ao jornalista e escritor Wills Leal. Os homenageados da 13ª edição do festival serão Patrícia Pillar e Chico Díaz, além de homenagens póstumas ao diretor Roberto Farias e ao ator paraibano Cristóvam Tadeu.

Ao todo, serão 21 longas-metragens, sendo 13 ficções e oito documentários. Entre esses filmes estão “Rebento”, de André Morais; “Beiço de Estrada”, de Eliézer Rolim; “O Seu Amor de Volta – Mesmo que Ele não Queira”, de Bertrand Lira; “Sol Alegria”, de Tavinho Teixeira e “Ambiente Familiar”, de Torquato Joel, patrocinados pelo edital Walfredo Rodriguez, além de Estrangeiro”, de Edson Lemos Akatoy, que participam da mostra “Sob o Céu Nordestino”, voltada para as produções locais.

“Novamente, a Prefeitura de João Pessoa é parceira do Fest Aruanda, este evento importante para o audiovisual, não só da Paraíba, mas do Brasil, pois o Festival está consolidado e soma no sentido de ser uma porta de visibilidade para as grandes discussões a respeito do cinema nacional de uma forma geral através dos debates que teremos na programação do evento”, disse o diretor executivo da Funjope, Maurício Burity.

O diretor executivo da Funjope destacou ainda a importância de que filmes patrocinados pelo edital Walfredo Rodriguez façam parte da programação do Festival. “Essas produções terão grande visibilidade tanto da população da Capital como de vários profissionais da área – atores, diretores, técnicos, críticos – que estarão presentes no Festival”, ressaltou. Ele lembrou ainda que João Pessoa é uma cidade que vem despontando com grandes investimentos no cinema e com filmes de qualidade.

Debate – Maurício também participa de um debate sobre editais de incentivo à produção audiovisual e a regionalização da produção, na sexta-feira (7), às 11h30, no Hotel Nord Luxxor, no Cabo Branco. O mediador do debate será Lúcio Vilar, coordenador e produtor executivo do Fest Aruanda.

A programação completa do Fest Aruanda pode ser conferida no link: https://midi.as/festaruanda2018.