Campanha contra exploração sexual será lançada em João Pessoa com apoio da Setur

Por - em 144

Com o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Turismo (Setur), a Rede de Enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes (Redexi), lança nesta terça-feira (15) a Campanha ‘Deixe e leve boas lembranças do Nordeste’. O evento acontece às 18h, no auditório da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), no bairro de Tambaú.

O lançamento da campanha faz parte das programações alusivas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, sexta-feira (18 de maio), e tem como objetivo dar maior visibilidade e combater a violência sexual que faz vítimas crianças e adolescentes. A campanha também visa informar a sociedade sobre as ações desenvolvidas e elaborar estratégias de enfrentamento à violência sexual solicitando engajamento e comprometimento dos poderes executivo, judiciário e legislativo, com ênfase a divulgação do Disque 100.

De acordo com Francisco Linhares, Secretário de Turismo de João Pessoa, as parcerias para realização desta campanha buscam realizar ações preventivas. “O trabalho de divulgação do Disque 100 é contínuo. O apoio da Setur à campanha dá-se também para evitar que estas práticas sejam direcionadas ao turismo. A Prefeitura trabalha de forma preventiva para que as atividades turísticas se mantenham distante de ações criminosas e exploratórias”, informou.

Nessa Campanha, a equipe da Setur vai se engajar distribuindo panfletos e cartazes de divulgação nos postos de informações turísticas (Pits) e nos meios de hospedagens da capital, para conscientizar a população e incentivar as denúncias.

Evento – Na oportunidade do lançamento da campanha, os órgãos envolvidos farão apresentação dos números do serviço Disque 100. Ainda haverá palestras do procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho, Eduardo Varandas e do Chefe da Divisão de Pesquisa e Tecnologia da Informação da Setur, Paulo Galvão.

Disque 100 – O serviço foi criado em maio de 2003 para facilitar a denúncia de atos de agressão contra crianças e adolescentes. Desde que foi implantado até o final de 2011, foram registradas 174.088 denúncias em todo o Brasil. Atualmente a Paraíba ocupa o 6º lugar no Nordeste em números de pessoas que denunciam os casos de abusos e exploração e em 13º a nível nacional. São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia são os Estados que mais denunciam e registram casos de abusos e violências contra crianças e adolescentes.