Comitê aposta no sucesso dos jogos realizados na Capital

Por - em 27

O diretor-geral das Olimpíadas Escolares do Brasil, Edgar Hubner, avaliou que o esforço da Capital para o sucesso dos jogos e o empenho da Prefeitura de João Pessoa em oferecer as melhores condições possíveis aos atletas credenciam a cidade para sediar outros eventos esportivos e de maior porte. “Estamos confiantes de que estes jogos serão um sucesso”, enfatizou.

Edgar Hubner e o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) concederam na manhã desta quinta (8) uma entrevista coletiva sobre a realização das Olimpíadas Escolares 2007, que acontecem até o dia 18.Também estiveram presentes os atletas paraibanos Kaio Márcio, Ednanci Silva, Ednalva Laureano, além do velocista Vicente Lenilson, do Rio Grande do Norte.

Na ocasião, o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) enfatizou o caráter de inclusão social do evento. Ele reforçou ainda a intenção de instalar, já no próximo ano, uma Vila Olímpica na Capital, com ajuda financeira do Governo Federal. “A nossa expectativa é que eventos grandes como este gerem frutos não só agora, mas no futuro, à medida em que se articulam políticas públicas voltadas ao esporte, trazendo benefícios para João Pessoa e Paraíba”, destacou Ricardo Coutinho. “Nós pretendemos instalar uma Vila Olímpica na Capital em 2008. Para isso, contaríamos com uma ajuda do Governo Federal, além da contrapartida da Prefeitura”, disse o prefeito.

Ricardo ressaltou ainda que há a intenção do Município entrar na disputa para sediar as Olimpíadas Universitárias de 2009. Porém, oficialmente, João Pessoa já entregou ao COB uma proposta para ser a sede das competições de 2008, quando serão realizadas as Olimpíadas Escolares da faixa etária de 12 a 14 anos.

O velocista Vicente Lenilson, durante a coletiva, destacou os benefícios trazidos pelo campeonato. “Não apenas João Pessoa, mas também a Paraíba e estados vizinhos só têm a ganhar”, afirmou. “Estou aqui por acreditar no trabalho que vem sendo desenvolvido pelo COB e pelas prefeituras que se envolvem nos jogos”, comentou.

Para Kaio Mácio, o evento é uma espécie de ‘vitrine’ de vários jovens atletas talentosos. “É uma satisfação muito grande estar aqui. Participei das Olimpíadas da Juventude, que é o mesmo evento, em 1997. Essa é uma competição que só faz bem ao esporte brasileiro”, disse.

Opinião semelhante a de Kaio Márcio foi dita pela judoca paraibana Ednanci Silva. “Essa foi a competição que me destacou no cenário nacional e internacional. Não adianta só construir creche para tirar a molecada da rua. É fundamental incentivar o esporte. Estou feliz pela prefeitura de João Pessoa investir nisso”, enfatizou.

A atleta paraibana Ednalva Laureano – a Pretinha – destacou o papel social do esporte. “É uma forma de incentivar os jovens, tirá-los das ruas e das drogas. Essas crianças são o grande futuro do nosso Nordeste e do Brasil inteiro. O evento é bom para a gente e para aqueles que estão começando agora”, afirmou.