Comitê do Empreender TI inicia análise de projetos-proposta

Por - em 75

A nova linha de crédito do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP) para Tecnologia da Informação e da Comunicação – Empreender TI, está mobilizando os estudantes e profissionais da área. O site www.empreender-jp-ti.com.br já recebeu mais de 1.125 acessos e o comitê de avaliação já está analisando nove projetos-proposta que vão para a segunda etapa do processo seletivo.

De acordo com o secretário de Trabalho, Produção e Renda, Raimundo Nunes, o limite de crédito por contrato assinado será de até R$ 25 mil, sendo R$ 12.440 financiados pelo Empreender-JP e o restante pela Caixa Econômica Federal. Os beneficiários poderão apresentar contrapartida financeira, mas somente serão reconhecidas e válidas as despesas realizadas após a data de divulgação do resultado final do edital.

Os recursos serão liberados em uma parcela inicial de 50% do valor a ser financiado e o restante será dividido em parcelas, conforme o cronograma financeiro do projeto e mediante a apresentação de relatórios comprobatórios de execução, com prazo de até 24 meses, contados da liberação do crédito.

Raimundo Nunes destaca, nesta linha de crédito, a carência padrão de seis meses para início do pagamento do financiamento. “Contudo, dependendo do projeto, podemos estender o prazo para 12 meses”, frisa o secretário. Quanto às taxas de juros, são de 0,9% ao mês.

De acordo com um dos membros do comitê de avaliação, Andréa Teixeira, do Instituto Crie, o número de acessos ao site é grande, mas ela explica que a maioria das pessoas está acessando o site sem enviar seu projeto-proposta. “Nós entendemos que esta linha de crédito é mais específica que as demais do Empreender-JP, portanto, demanda mais tempo para elaboração do projeto”. Ela afirma que nove projetos já estão sendo avaliados para ingressarem na segunda fase da seleção.

Etapas – O processo está dividido em três etapas. A primeira é a apresentação do projeto-proposta simplificado. Nesta fase a ideia de negócio é apresentada por meio de formulário eletrônico. Na seguinte, é feita a análise, seleção e consultoria para detalhamento do projeto. A terceira fase é a aprovação do projeto.

Projeto – O graduado em relações públicas, Bruno Araújo, montou uma empresa que anuncia serviços de consultórios, clínicas, e laboratórios, o site PBSaúde, e está elaborando um projeto para inscrever no Empreender TI. “Como o edital não permite a inscrição de empresas, vou inscrever em meu nome para adquirir recursos para reformular o site que tenho com meus sócios Angelo Vidal, Jorge Barreto e Raphael Medeiros”.

Ele afirma que a empresa foi aberta em novembro do ano passado e ainda dá os primeiros passos, mas planeja mudanças, como oferecer novos serviços, modificar o modelo de gestão e investir em marketing. “Mas para que isto ocorra, precisamos de aprovação do financiamento do Empreender TI. Já pensávamos em pedir financiamento ao Banco do Nordeste do Brasil, mas as condições do Empreender são melhores para nós”, destaca o empresário de 23 anos.

Atualmente, a PBsaude.com.br possui um catálogo de 350 profissionais de saúde e o usuário pode acessar informações em um plano gratuito de busca. Cada profissional tem uma página individual para divulgar sua especialização, horário de atendimento e planos conveniados, além de um espaço para publicação de notícias, artigos e dicas.

Condições – Podem se inscrever as pessoas físicas residentes em João Pessoa, que sejam estudantes de cursos de graduação ou pós-graduação em tecnologia da informação e da comunicação, e profissionais autônomos que também atuem nesta área. Cada pessoa só pode apresentar um único projeto-proposta e o edital está disponível no site www.empreender-jp-ti.com.br.

Os projetos podem ser nas áreas de análise e desenvolvimento de sistemas, banco de dados, geoprocessamento, gestão e tecnologia da informação, gestão de telecomunicações, jogos digitais, redes de computadores, redes de telecomunicações, segurança da informação, sistemas de telecomunicações, sistemas para internet, telemática, e outras que impliquem em pesquisas envolvendo esta área do conhecimento.

Toda a documentação deverá ser entregue na chefia de gabinete da secretaria do Trabalho, Produção e Renda, localizada na Avenida Cardoso Vieira, n° 85, no Varadouro, em envelopes lacrados, devidamente identificados e com o seguinte direcionamento: projeto/proposta. Outra opção é enviar pela internet através do site www.empreender-jp-ti.com.br.

Após o prazo de entrega dos projetos, o comitê de avaliação técnica terá o prazo de até 30 dias úteis para selecionar as propostas que melhor atendam aos requisitos estipulados. O resultado da seleção do projeto-proposta simplificado será divulgado no site da linha de crédito e via e-mail aos habilitados à segunda etapa da seleção.

Nesta fase, os habilitados passarão por um treinamento de 20 horas de duração, e deverão apresentar, em até oito dias úteis, o plano de negócio detalhado. Na fase de capacitação, serão inabilitados os concorrentes que não obtiverem frequência mínima de 75%.

A nova análise do comitê de avaliação técnica será feita em até oito dias úteis, também com divulgação pelo site da linha de crédito. Depois disso, os planos de negócios selecionados serão encaminhados para avaliação de liberação de empréstimo pelo comitê gestor do Empreender-JP.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos pelo envio de e-mail para valdey.empreender@crie.org.br e andrea.empreender@crie.org.br.