Concluída obra da área interna do galpão II do Mercado Central

Por - em 38

A recuperação da estrutura interna do Galpão II do Mercado Central foi concluída pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), da Prefeitura de João Pessoa (PMJP). A obra faz parte do projeto de reconstrução e modernização do Mercado Central, sendo essa a terceira etapa, empreendida pela PMJP. A previsão dos técnicos da Seinfra é que até o final de novembro os comerciantes possam ser relocados para a nova estrutura e a partir dessa etapa a Prefeitura inicie as obras de recuperação do Galpão III.

As marquises existentes no Galpão II foram recuperadas e os boxes externos demolidos, conforme previsto no projeto da obra. O espaço ficará livre para facilitar a circulação de usuários e dos próprios comerciantes. As obras de esgotamento sanitário também já foram executadas. O próximo passo será o revestimento das paredes, a marcação dos boxes internos, colocação dos “combogós” e a conclusão da cobertura.

De acordo com o projeto, essa etapa prevê as reformas dos Galpões II e III, a construção de um posto policial, a implantação de um Centro de Inclusão Digital, urbanização e uma área para carga e descarga, com investimentos em torno de R$ 3 milhões. Os Galpões II e III vão abrigar 120 boxes para a comercialização de frangos, laticínios, peixe e carnes vermelhas. Atualmente todos os comerciantes estão trabalhando no Galpão III. A distribuição definitiva dos boxes ocorrerá após a conclusão das obras.

História – O Mercado Central foi construído no início da década de 1940. A reforma e ampliação, empreendida pela atual gestão municipal, foi iniciada em 2006. Foram construídos dois pavilhões para comercialização de frutas e verduras, reformados os Galpões I e V, referentes à Administração e a comercialização de cereais, respectivamente. Essa etapa incluiu também a construção de oito lanchonetes no Galpão I. A última obra concluída foi a Praça da Alimentação.

A Prefeitura destinou aproximadamente R$ 11.009.187,66 para a reforma, beneficiando 1.200 comerciantes e toda a população. Todos foram beneficiados com a organização, segurança, higiene, ventilação e acessibilidade. A última etapa vai contemplar a recuperação do prédio do antigo “Sacolão”. A licitação deverá ser realizada até o final deste ano. Nesta área são comercializadas roupas e sapatos. A previsão é que a restauração total seja uma realidade em 2011.

Reestruturação dos Mercados – A Capital paraibana vem ganhando com a recuperação e construção de mercados públicos. Além do Mercado Central sofreram intervenções os Mercados do Valentina e o de Cruz das Armas (em execução). Foram construídos o Mercado do Peixe, em Tambaú, e outro no Bairro do Bessa. Recentemente o prefeito Luciano Agra assinou a licitação para a reforma do Mercado da Torre e, posteriormente, será a vez dos Mercados de Oitizeiro e Castelo Branco. Além da recuperação e construção de mercados públicos serão licitados mais dois mercados comunitários em Mangabeira (Cidade Verde) e no Costa e Silva.