Concurso da Educação ocorre em nove escolas, no domingo

Por - em 38

O concurso da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) para o preenchimento de 991 vagas na Secretaria de Educação e Cultura será realizado no próximo domingo (16), pela manhã e à tarde, em nove escolas da Capital. Estão inscritos 18.114 candidatos a 15 cargos de níveis médio e superior. O Instituto Movens, responsável pela seleção, recomenda aos candidatos que não esqueçam de levar documentos de identidade original e de inscrição, caneta esferográfica preta e que cheguem aos locais de provas com antecedência de uma hora.

Os concorrentes não estão proibidos de levar telefones celulares, mas terão que colocá-los dentro de envelopes fornecidos pelos fiscais, durante os exames. Serão usados 250 detectores de metais, uma média de 27 em cada local de prova.

Locais – As provas vão acontecer nas escolas Cenecista João Régis de Amorim (Geisel), Estadual Professora Maria Geny (Tambiá), Lyceu Paraibano (Centro), Geo Sul (Cidade Universitária), Geo Tambaú (Tambaú), Sesquicentenário (Pedro Gondim), Estadual Alice Carneiro (Manaíra), Estadual Professora Maria do Carmo de Miranda (Jaguaribe) e no Unipê (Água Fria).

Os testes da manhã são dirigidos aos 9.874 inscritos para os cargos de assistente social escolar, orientador escolar, psicólogo escolar, supervisor escolar e professor da Educação Básica II (todas as disciplinas). À tarde se submetem aos exames os 8.240 concorrentes as 401 vagas para professor da Educação Básica I.

Segurança – O assessor da direção do Movens, Augusto Pinto da Silva Neto, alerta os candidatos sobre as normas de segurança já contempladas no edital do concurso. “Quem for flagrado com os aparelhos eletrônicos depois do início das provas será eliminado. Os portões fecham às 8h, para a realização dos testes da manhã, e às 15h para o início das provas da tarde. Para evitar atraso e outros contratempos, recomendamos que os concorrentes se certifiquem do local onde farão provas, que conheçam o itinerário e estejam nos locais com uma hora de antecedência”, lembrou.

Normas – Ele disse que não será permitido o uso de lápis, lapiseira, borracha nem qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os concorrentes também devem evitar uso de bonés, óculos escuros e objetos chamativos. Augusto Neto insistiu em recomendar que os candidatos levem o documento original de identidade, do contrário não poderão realizar provas.

“Se o candidato tiver perdido o documento de identidade deve apresentar um boletim de ocorrência, com até 30 dias de expedido. Não é proibido entrar com celular, mas o aparelho deve ficar desligado e dentro de um envelope plástico entregue pelos fiscais. Se durante a prova alguém for flagrado com celular, bip, MP3, MP4, calculadora, Ipod, walkman, agenda eletrônica ou outro aparelho eletrônico, será eliminado”, destacou.

A organização do concurso também alerta que, após o início das provas, os candidatos terão que permanecer nos locais por, no mínimo, uma hora e só poderão levar o caderno de respostas faltando 15 minutos para o término do exame. Ao receber a prova, o candidato deve conferir seus dados pessoais e verificar se a prova recebida é a mesma determinada na folha de resposta.

Esquema de trânsito – A Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) montou um esquema especial para atender a demanda de candidatos. Dez linhas do sistema de transporte coletivo serão reforçadas e agentes de trânsito em motocicletas estarão circulando próximos aos locais de provas para monitorar e disciplinar o tráfego, evitando congestionamentos.

O concurso está previsto para acontecer pela manhã (das 8h às 12h) e à tarde (das 15 às 19h). Serão reforçadas as linhas 202-Geisel, 002-Róger, 201-Ceasa, 3510 e 5310-Bancários, 511-Tambaú, 521-Bessa (Transnacional), 003-Jaguaribe (Marcos da Silva), 506-Bairro dos Estados (Mandacaruense) e 502-Geisel (São Jorge).