Conselho de Transporte debate sobre mobilidade urbana em JP

Por - em 25

Os integrantes do Conselho de Transporte e Trânsito de João Pessoa (CTT) se reuniram nesta terça-feira (17), na sede da STTrans, no bairro do Cristo, para discutir questões referentes a mobilidade urbana na capital paraibana. Durante o encontro o diretor de Transportes do órgão, Adalberto Araújo, apresentou um relatório sobre o sistema de coletivos urbanos. A reunião também serviu para que os integrantes do conselho opinassem sobre os dados apresentados e apresentassem sugestões para otimizar o sistema de transportes na Capital.

Entre os temas abordados estavam disponibilidade de ônibus, idade média da frota, capacidade dos veículos, ônibus eficientes, gratuidade e descontos dentro do sistema, número de passageiros no sistema, entre outros aspectos. O diretor de Transportes explicou que mobilidade urbana é a habilidade de atender a demanda de movimento de pessoas dentro da cidade.

Adalberto Araújo defendeu ainda a priorização do transporte público coletivo em detrimento aos veículos particulares, como forma de melhorar o trânsito e reduzir a degradação do meio ambiente. O diretor afirmou que o trabalho que vem sendo desenvolvido dentro de João Pessoa está conseguindo reverter um problema que é nacional: a redução do número de passageiros nos ônibus. “Isso está refletido no índice de mobilidade (relação do número de passageiros transportados por dia para cada grupo de 100 mil habitantes) de João Pessoa que está em 0,39. Em municípios com população idêntica a nossa o índice é de 0,36”, destacou.

Bilhetagem eletrônica – Adalberto Araújo mostrou, através de gráficos, que com a implantação da bilhetagem eletrônica se conseguiu a ampliação do número de passageiros transportados, que estava em queda desde 2004. Segundo o levantamento, em 2004naquele ano foram 98.557.419 usuários; em 2005 o número baixou para 95.613.114, chegando a 91.882.304 passageiros transportados em 2007. Um ano depois o quadro começou a ser revertido e o sistema transportou 100.106.485 usuários. Este ano o número de passageiros já chega a 100.438.476.

Outra vantagem trazida pelo sistema, conforme explicou o diretor de Transportes, foi a redução da utilização indevida da meia passagem. Antes da bilhetagem eletrônica o número de estudantes era de 50 mil, mas o desconto atingia 36,01% das passagens. Atualmente o número de estudantes foi ampliado para 70 mil, mas o desconto só atinge 23,77% das passagens nos coletivos.
Os integrantes do Conselho ainda falaram da necessidade de se criar uma faixa exclusiva para ônibus na avenida Josefa Taveira.

Eles discutiram também ações que podem ser desenvolvidas nos bairros do Centro e Mangabeira para a desobstrução de calçadas para que o passeio fique livre, garantindo assim a acessibilidade. Participaram da reunião representantes da STTrans, Sindicato das Empresas de Transportes (Sintur), Secretaria de Infraestrutura, Federação Paraibana das Associações Comunitárias (Fepac), União Pessoense dos Estudantes Secundaristas (UPAC), Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transportes da Paraíba, Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFPB e do Unipê e da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran). A próxima reunião ficou agendada para o mês de dezembro com data a ser definida.