Conselho Municipal de Cultura convoca entidades para terceira reunião

Por - em 36

A Comissão de Organização do Conselho Municipal de Cultura convoca comunidades tradicionais da Capital para participarem, na próxima segunda-feira (5), da terceira reunião do grupo.  Na ocasião será apresentado o texto da lei nº 11.900, que cria o corpo deliberativo, e explicada a importância da existência de um fórum para o segmento ter direito a assento. O encontro será na Sala Funjope, localizada na Rua Duque de Caxias, 352, Centro, a partir das 19h. Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone (83) 3218 5502.

O presidente da Comissão e diretor executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Milton Dornellas, esclarece que as comunidades tradicionais convocadas pela Comissão de Organização compreendem os quilombolas, indígenas, ciganos e terreiros da Capital. “Vamos apresentar a lei que cria o conselho e falaremos da importância da criação de um fórum para que eles tenham direito a um assento”, enfatizou. “Também estamos convidando fotógrafos, patrimônio histórico, além de representantes de quadrilhas juninas e o fórum de Carnaval para que estejam presentes”, acrescentou.

A última reunião geral aconteceu esta semana, na segunda-feira (28). Uma das deliberações foi a definição da data da grande assembleia na qual serão apresentados os representantes dos fóruns que irão compor o Conselho Municipal de Cultura. O evento será em 19 de dezembro, às 19h, no Teatro Lima Penante (rua João Machado, 67, Centro de João Pessoa).

O primeiro encontro da Comissão de Organização foi realizada em 23 de novembro, na Funjope. Participaram dela os representantes da Fundação Cultural de João Pessoa e das secretarias de Educação (Sedec), Desenvolvimento Social (Sedes), Turismo (Setur), Transparência Pública (Setransp), Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), Esporte e Recreação (Sejer) e de Políticas Publicas para Mulheres (SPPM). Esses órgãos foram definidos como integrantes pelo decreto municipal de nº 7.341.

Ainda de acordo com Dornellas, a composição do Conselho Municipal de Cultura é paritária. Ou seja, são 32 membros ao todo, sendo 16 do poder público e a mesma quantidade de integrantes oriunda da sociedade civil.