Consumidores da orla aprovam ônibus com produtos orgânicos

Por - em 34

Em apenas três horas, o ônibus-feira da Associação de Produtores Agroecológicos de João Pessoa (Prohort) comercializou aproximadamente R$ 2 mil na manhã desta quinta-feira (10) primeiro dia de funcionamento. O veículo ficou estacionado, das 5h às 8h, no final da avenida Epitácio Pessoa, próximo ao Busto de Tamandaré, no Cabo Branco, e chamou a atenção das pessoas que caminhavam à beira-mar.

“Só o fato de não ter agrotóxicos já é suficiente para mim. Estarei aqui toda quinta-feira”, declarou a aposentada Maria Aparecida Soares. Ela também aprovou os preços baixos. “Inhame, coentro e outros produtos estão mais baratos que no supermercado. O feijão verde, por exemplo, está por R$ 5 o quilo e eu compro por R$ 6 na feira de Tambaú. E lá não é orgânico”.

A feira itinerante será realizada todas as quintas-feiras no Cabo Branco, mas a intenção é expandir o serviço para outros bairros da capital, como Bessa, Bairro dos Estados, Miramar, Bancários e Mangabeira. “Estamos apenas começando essa experiência e a previsão é de que no início de dezembro já tenhamos uma feira no Bessa”, revela Roberto Vital, coordenador do programa Cinturão Verde, linha de crédito especial do Empreender-JP e responsável pela criação da Prohort.

De acordo com o presidente da Associação, o agricultor Walter de Souza, sem a interferência da figura do atravessador os preços da feira de produtos agroecológicos terminam ficando menores, apesar dos orgânicos serem geralmente mais caros por causa das técnicas de manejo utilizadas. “Fizemos uma pesquisa nos supermercados e procuramos deixar os preços em patamares semelhantes aos dos produtos convencionais, apesar de nós trabalharmos com orgânicos”, explica.

Walter releva que, toda semana, dois produtos serão colocados em oferta. “Vamos pegar os produtos da safra e baixar ainda mais o preço”. Na feira desta quinta-feira, os consumidores puderam comprar o quilo do feijão verde por R$ 5 e o do inhame por R$ 2. Folhas como couve, alface e coentro estavam a R$ 1 (o molho), mesmo preço do quilo da banana. Também estava sendo vendidos bolos de mandioca e de milho, coalhada e doces diversos por até R$ 2.

A Prohort é formada por 52 associados ativos. Desses, aproximadamente 30 fornecem para as feiras de orgânicos. Além do evento itinerante, a Associação mantém feiras às sextas, na Praça da Paz dos Bancários (das 5h às 9h), e aos sábados e domingos, no Mercado Público do Valentina (das 6h às 11h).
 
Saúde – As professoras Cleide Machado e Elinas Vanderley, amigas há vários anos, encontram-se de vez em quando nas caminhadas de manhã cedo. Nesta quinta-feira, elas aproveitaram o momento de lazer para cuidar ainda mais da boa forma. “Tudo que vem em benefício da saúde é válido”, avalia Elinar. “Estou gostando muito dessa iniciativa. Vou vir sempre”, comenta a amiga Cleide.