Consumidores não podem ser prejudicados durante greve dos Correios

Por - em 27

Muitos consumidores estão procurando o Procon de João Pessoa para saber quais as recomendações do órgão quanto à greve dos Correios que afeta a entrega de correspondências. A maior preocupação é com a cobrança de juros e multas referentes a pagamentos de contas.

Segundo o secretário executivo do Procon-JP, Sandro Targino,  as empresas que enviam cobranças por correspondência postal são obrigadas a oferecer outra forma de pagamento que seja viável ao consumidor (internet, fax, sede da empresa, depósito bancário, entre outras). “Todos esses meios, essas alternativas, devem ser divulgadas amplamente, para conhecimento do consumidor”, afirma.

O Procon-JP recomenda aos consumidores que sabem a data de vencimento de suas contas a entrarem em contato com a empresa antecipadamente, pela internet ou pelo Serviço de Atendimento do Consumidor (SAC), solicitando outra opção para efetuar o pagamento a fim de evitar a cobrança de eventuais encargos e juros.

Caso o consumidor não consiga contato por meio do telefone ou internet, a indicação é que procure o Procon para que o órgão de Defesa do Consumidor faça a intermediação. “No Procon podemos acionar as empresas e intermediar, mas o ideal é que o consumidor se antecipe ao dia do vencimento e evite a cobrança de juros”, explica Sandro Targino.

Encomendas – Para aqueles que contrataram os serviços dos Correios na compra de um bem, a indicação é procurar os centros de distribuição para receber o produto. Mas se mesmo assim, o consumidor não tiver acesso à encomenda, é necessário entrar em contato com a empresa onde comprou.  Não havendo solução, o contratante deve procurar um órgão de defesa do consumidor. A sede do Procon- JP funciona na Avenida D. Pedro I, n° 331, Centro.