Convênio entre a Prefeitura e BB vai recuperar avenidas da Capital

Por - em 35

O prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), assinou na tarde desta quinta-feira (4) um convênio com o Programa de Estruturação e Mobilidade Urbana do Banco do Brasil (BB), que é financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no valor de R$ 2,1 milhões. A parceria viabilizará a recuperação imediata da pavimentação e das sinalizações horizontais e verticais das principais avenidas da Capital. Além do acordo firmado com o BB, também serão aplicados mais R$ 1,1 milhão de recursos próprios do município, totalizando um investimento bruto de R$ 3,2 milhões.

O encontro com o representante do Banco do Brasil, Marcos Marques, aconteceu no Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria. Para ele, essa é mais uma parceria de sucesso com a Prefeitura de João Pessoa (PMJP). “O prefeito Ricardo Coutinho vem desenvolvendo uma administração clara e objetiva, buscando sempre o caminho das parcerias que fazem o desenvolvimento da cidade de João Pessoa”, ressaltou.

Serão contempladas as avenidas Sérgio Guerra (rotatória da Cidade Universitária), Tancredo Neves, Desembargador Boto de Menezes (Mandacaru), General Osório, as ruas Francisco Manoel (entrada das avenidas Tabajaras e Camilo de Holanda), como também as vias do Parque Solon de Lucena (Lagoa), Miguel Couto, Cardoso Vieira, Barão do Triunfo, Aristides Lobo, Diogo Velho e Princesa Isabel.

Segundo o secretário de Infra-Estrutura (Seinfra), João Azevedo, essas são as vias que apresentam um estado avançado de trincamento, com surgimento de deformações ao longo de suas extensões, o que vem prejudicando a eficiência, o conforto e a segurança dos serviços de transporte. “O nosso trabalho começará o mais breve possível. Nós entendemos que essas ruas e avenidas merecem nossa atenção imediata”, afirmou.

Já o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) lembrou que a cidade de João Pessoa está passando por um momento de transformações e as parcerias são fundamentais para o progresso da Capital. “Nós fazemos tudo o que está ao nosso alcance e o Banco do Brasil já se inseriu na ideologia e na forma do pensamento desta gestão”, disse.