Coral Vozes da Infância da PMJP participa de master class com maestros renomados

Por - em 65

O ‘I Seminário Internacional de Canto Coral’ realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Casa das Artes, acontece até esta terça-feira (22), no Teatro Santa Roza. O evento reúne cerca de 200 professores de ensino canto coral infantil de várias cidades brasileiras, que estão aprimorando e potencializando as técnicas com maestros de renome nacional e internacional. Alunos do Coral Vozes da Infância integram o seminário e participam de master class com o Henry Leck (EUA).

A programação desta segunda-feira (21) contou com uma visita ao Conventinho, local que abrigará a Escola Municipal de Artes, e o seminário Metodologias para o canto coral Infantil, que trabalhou as diferentes técnicas de canto voltadas para crianças sob a ótica dos maestros Henry Leck (EUA), Elias Moreira (SP) e Vladimir Silva (UEPB). À noite, o maestro Henry Leck realizará um master class com a presença dos alunos que integram o Coral Vozes da Infância.

Para Henry Leck, a primeira experiência com as crianças do Coral Vozes da Infância foi maravilhosa e ainda há muito o que ensinar até o final do seminário. “Começamos a trabalhar as diferentes formas deles cantarem, as frases das músicas, obtendo um melhor senso a respeito da voz e do som. Eles são muito engajados, muito bem treinados, cantam muito bem e vão poder aproveitar mais do processo ainda esta noite”, promete com relação o master class.

Segundo o maestro Vladimir Silva, os efeitos sentidos a partir do seminário serão percebidos de imediato, a médio e longo prazo e poderão dar um impulso para mudar a realidade do canto coral infantil no Brasil. “Não é que vamos ensinar a fórmula mágica, nem a solução mágica, mas os professores vão sair, no mínimo, pensando sobre aquilo que eles fazem, o trabalho que desenvolvem e poder aplicar novos aprendizados, novas técnicas. A idéia é fazer com que opiniões diferentes possam ser expressas e que isso contribua pra prática coral existente em todo o país”, definiu.

Vozes da Infância – As crianças que integram o Coral Vozes da Infância também participam ativamente do Seminário e já colhem os frutos da capacitação. O jovem Mateus Gomes tem 15 anos e está no coral desde 2010. Ele já sabe a importância de tudo o que aprendeu. “Nós aperfeiçoamos as técnicas e formas de relaxamento e posicionamento no palco e no canto das notas”, especificou.

Maria Rita Lira, 10 anos, afirmou que as palavras saem mais fáceis depois das dicas dos maestros. “O canto é algo sublime e essa está sendo uma ótima oportunidade para aprimorarmos nossa postura e técnicas. Quando colocamos melhor a nossa voz, as palavras saem mais facilmente e são entendidas de uma forma melhor pelas pessoas que estão ouvindo”, explicou.

Para Amélia Nóbrega, coordenadora adjunta da Casa das Artes, é muito importante o nível de envolvimento e a troca de experiências das crianças do coral com outros regentes. “A aplicação das técnicas deve começar da infância. Uma criança que não tem uma boa percepção de música crescerá com os vícios até a fase adulta e nunca os perderá. Entretanto, se a preparação começar desde cedo, as chances de se alcançar um trabalho de excelência são bem maiores”, afirmou.

Apresentação – O coral se apresentou no domingo (20), primeiro dia do Seminário, sob a regência do maestro Elias Moreira, mestre em música pelo Southwestern Theological Seminary (em Forth Worth, Texas), doutor pela North Texas State University, nos Estados Unidos. Entre as canções apresentadas, o coro entoou ‘Aleluia’ (Bach), ‘Jesus, alegria dos homens’ (Bach) e ‘Ave Maria’ (Bach – Gounod).

Programação

Terça-feira (Dia 22)

14h – Seminário: (Tema a ser definido)

17h – Coffe Break

18h – Master Class com o Maestro Henry Leck