Cpics Equilíbrio do Ser comemora três anos de serviço com atividades voltadas à população

Por - em 1406

Rebeka Paiva

Foto  Mazinho  Gomes (24)Ao longo desta quarta-feira (30) foi comemorado os três anos de funcionamento O Centro de Práticas Integrativas e Complementares (Cpics) Equilíbrio do Ser comemorou nesta quarta-feira (30) três anos de funcionamento. O serviço, ofertado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está localizado na Avenida Sérgio Guerra, s\n, no bairro dos Bancários.

Em alusão à data, inúmeras atividades foram ofertadas a população durante todo o dia como uma feira agroecologica com produtos orgânicos cultivados pelos produtores familiares da zona rural de João Pessoa, apresentações circenses e de teatro, práticas de dança circular e biodança e apresentação do grupo Batucaps, formado por usuários do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) AD, além outras atividades.

Segundo a diretora geral do Cpics Equilíbrio do Ser, Patrícia Barbosa, a data é de muita alegria para os profissionais e usuários do serviço. “Todos os nossos usuários chegaram aqui de uma forma e através das práticas que executaram tiveram e estão tendo suas vidas e de suas famílias transformadas, é essa transformação que nos motiva a continuar esse trabalho porque é algo gratificante, a comemoração hoje não é apenas pela existência do serviço, mas porque há três anos que o serviço beneficia e muda a vida das pessoas”, comenta.

Maria das Dores, a Ceiça como é conhecida no serviço, tem 75 anos e há mais de um ano participa das terapias comunitárias desenvolvidas no Centro. Para ela, o Equilíbrio do Ser é algo maravilhoso que só beneficia a população. “Eu estava sempre em casa e doente até que um dia minha afilhada me falou do local e eu resolvi vir conhecer, desde esse dia eu sou mais feliz. Aqui eu participo de quase todas as atividades, tenho minha distração, conheci pessoas, converso, não estou mais em casa direto, me sinto mais feliz e mais jovem”, relata a aposentada.

Foto  Mazinho  Gomes  (19)Serviço – A rede de serviços de Práticas Integrativas e Complementares de Saúde em João Pessoa é composta por três Cpics: o ‘Cinco Elementos’, no Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica); o ‘Canto da Harmonia’, localizado na Rua Ulisses Alves Pequeno, s/n, Valentina Figueiredo, e o ‘Equilíbrio do Ser’, na Avenida Sérgio Guerra, Bancários.

As práticas integrativas e complementares buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde por meios eficazes e seguros, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade. Estas também buscam a visão ampliada do processo saúde-doença e a promoção global do cuidado humano, especialmente do autocuidado.

Existem duas formas para ter acesso aos serviços. O usuário pode ser encaminhado por uma Unidade de Saúde da Família (USF) ou pode procurar diretamente uma das três unidades, de segunda a quinta-feira das 8h às 12h e das 13h às 18h30 e na sexta-feira das 14h às 18h. Na sexta-feira, os três serviços realizam o cuidado aos servidores do Sistema Único de Saúde (SUS).

No primeiro atendimento, o usuário passa por um acolhimento e escuta qualificada, onde é desenvolvido o Plano Terapêutico Singular, dando início assim ao tratamento. Ele recebe uma carteirinha com o dia, hora, a prática e o nome do terapeuta que irá acompanhá-lo durante o tratamento.

Entre as práticas individuais oferecidas por esses espaços, estão a acupuntura; aurículopuntura; homeopatia; fitoterapia; arteterapia (individual); terapia f​loral; quiropraxia; reiki; aromaterapia; massoterapia; terapia e massagem ayurvédica; gestalt terapia; reflexologia podal e naturologia, que também inclui Iridologia e Geoterapia.

Há também as práticas coletivas como a biodança; danças circulares; tai chi chuan; terapia c​omunitária; yoga; cuidando do c​uidador (r​esgate da autoestima); automassagem preventiva; arteterapia; cura em expressão (artes plásticas); meditação; consciência corporal; constelação familiar; dança do sagrado feminino e círculo de gestantes.