Daniela Mercury é atração no Estação Nordeste deste sábado

Por - em 113

O suingue e a baianidade da cantora Daniela Mercury e a poesia do rabequeiro e cordelista, Beto Brito, serão as grandes atrações do Festival Estação Nordeste, que acontece neste sábado (23) no palco montado no Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú. Com muito Axé, Música Popular Brasileira (MPB), samba, reggae, coco de roda e embolada, os artistas já consagrados levarão para orla da Capital uma fusão de ritmos e prometem atrair um dos maiores públicos desta edição do evento. O festival Estação Nordeste é uma realização da Prefeitura de João Pessoa, através da sua Fundação Cultural (Funjope).

A baiana Daniela Mercury vai apresentar o espetáculo que traz o nome do seu novo trabalho, intitulado ‘Canibália’. Detentora da multiplicidade cultural, neste álbum, Daniela também ataca em diferentes estilos musicais, fazendo uma viagem do samba a música eletrônica, mas quem tiver em Tambaú não deixará de relembrar canções que estão na boca do povo desde o inicio da sua carreira, como ‘Canto da Cidade’, ‘O Mais Belo dos Belos’, ‘Swing da Cor’ e ‘Elétrica’.

Já o piauiense, erradicado na Paraíba, Beto Brito, fará uma reverência a pureza da cultura nordestina, mesclada com o pop, rap-rock e grooves eletrônicos. Essa ‘mistureba’ de ritmos traduz o Cd Imbolê, o mais recente trabalho do cantor e compositor. É um disco para o mundo, marcante, definitivo, atemporal, poético e percussivo; regional e contemporâneo; primitivo e transcendental, assim se denomina o próprio artista.

Baiana arretada – Daniela Mercury de Almeida nasceu em Salvador, Bahia, em 28 de julho de 1965. Começou seus estudos de dança ainda pequena e ingressou na música aos 15 anos. Seus primeiros passos na carreira artística começaram com apresentações em barzinhos da sua cidade natal. A baiana despontou no cenário nacional na década de 90 com o lançamento do seu primeiro álbum independente, que trouxe a música Suingue da Cor como carro chefe. Esse foi o primeiro passo para o nascimento do então, novo ritmo nordestino, o ‘Axé Music’.