Decoração junina do CAM, Paço e Emlur inicia na sexta

Por - em 66

A Oficina de Artes da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) já começou a preparar a decoração junina para ornamentar o Centro Administrativo Municipal (CAM), o Paço Municipal e a sede da Emlur. Todas as peças têm como base materiais recicláveis e o objetivo da decoração é, além de garantir o clima de São João nas repartições, mostrar que através do reaproveitamento pode-se fazer arte e ainda preservar o meio ambiente. A montagem dos cenários deverá ser realizada até esta sexta-feira (13).

A mudança no visual dos três prédios terá como base materiais que as pessoas costumam jogar no lixo, a exemplo de balões feitos de garrafas pet, bandeirinhas com retalhos de TNT e jornal, balões de papelão, móveis de jornal e fogueiras confeccionadas com canudos de papelão usados para enrolar tecidos.

Bonecos no CAM – O CAM ganhará um casal de bonecos matutos, elaborados a partir do reaproveitamento de materiais. O tronco dos bonecos foi feito de jornal e tem como sustentação bobinas de tecidos; os braços e as penas foram montados com meias-calças preenchidas com retalhos, os olhos feitos de botões e os cabelos da mulher de pedaços de tecido.

A boneca ganhou uma roupa bem colorida de chita com bandeirolas nas mangas. O avental é de TNT e ganhou aplicações de flores feitas de jornal. O boneco veste roupas customizadas (que consiste em fazer mudanças em peças já prontas) e usa o tradicional chapéu de palha. O casal ficará sentado ao lado da fogueira e fará com que as pessoas que passem pelo CAM se sintam como se estivessem em uma festa junina do interior.

Na Emlur – A sede da Emlur ganhará uma decoração bem característica de cidades do interior. Além das tradicionais bandeirolas, terá pilões feitos de papelão e jornal, jarros de papelão; utensílios de cozinha como grandes garfos e colheres, que mais parecem de madeira, mas que na verdade foram feitos de papel; e móveis elaborados com jornal, através da técnica da papetagem.

O coordenador da Oficina de Artes, o artista plástico Roberto de Carvalho, contou que as decorações começam a ser montadas nesta sexta-feira e todo o trabalho deverá ser concluído até a próxima segunda-feira (16). Ele destacou que todas as peças tiveram como base materiais que as pessoas julgam sem utilidade, mas que com criatividade e boa vontade podem ser transformados em objetos de decoração e utensílios.

A superintendente da Emlur, Laura Farias Gualberto, lembrou que os artistas plásticos e artesões da Oficina de Artes sempre fazem as decorações das principais estruturas municipais em épocas festivas, a exemplo de Natal, Carnaval e São João. “Além de tornarmos as repartições mais bonitas, fazemos uma decoração que chama a atenção para a necessidade de preservação do meio ambiente e mostra que nem tudo que se joga fora é lixo”, comentou.