Defesa Civil condena 8 casas em comunidade do Treze de Maio

Por - em 24

A Defesa Civil Municipal condenou oito moradias na comunidade Gadanho, que fica no condomínio Boa Esperança, no Treze de Maio. Segundo o coordenador, Rodrigo Marques, a situação na área foi detectada pelos Bombeiros Civis, organização que integra o Plano de Contingência elaborado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), em parceria com Secretarias Municipais, que atuam com pessoal e equipamentos em caso de emergência devido às chuvas.

“Recebemos o chamado, fomos até o local, acompanhados dos agentes de saúde da área, e condenamos oito moradias, que estão totalmente sem condições de abrigar pessoas”, disse Rodrigo Marques, explicando que as famílias devem ser encaminhadas à Secretária de Desenvolvimento Social (Sedes) para a transferência para abrigos, inscrição em programas de habitação e/ou auxílio-moradia.

Avaliação – Quanto à avaliação da situação dos imóveis das famílias que estão em abrigos, devido às últimas chuvas registradas na Capital, Rodrigo Marques informou que 10 casas foram condenadas no Grotão, e que as famílias com casas alagadas nas comunidades Três Lagoas e em Mussumago devem voltar às residências assim que a água baixar.

“Hoje temos dois casos de pessoas nos abrigos: as com casas condenadas, que é o caso das retiradas da comunidade 1º de Abril, no Grotão, e as com casas alagadas”, explicou Rodrigo Marques.

Um total de 25 famílias estão nos três abrigos da Prefeitura Municipal de João Pessoa. Os abrigos são na Escola Municipal Celso Furtado, no João Paulo II, a Escola Estadual Maria Quitéria, no Treze de Maio, e o Centro de Referência da Cidadania, no Jardim Veneza. Atualmente há 178 famílias recebendo o benefício do auxílio-moradia.