Defesa Civil faz vistorias para evitar danos causados pelas chuvas

Por - em 112

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de João Pessoa (Comdec) está realizando visita preventiva nas comunidades Santa Clara, Tito Silva e São Rafael para reduzir os prejuízos que podem ser causados pelas chuvas. Está sendo feita limpeza do Rio Jaguaribe, com a retirada do acúmulo de lixo e o excesso de vegetação, além de um trabalho de conscientização com as populações das comunidades para não jogar resíduos no rio e às suas margens.

Nesta quarta-feira (4) foi visitada a comunidade São Rafael, no Castelo Branco e, no dia anterior, a Santa Clara e a Tito Silva, em Miramar e Castelo Branco, respectivamente. De acordo com o coordenador da Comdec, Francisco Noé Estrela, o objetivo da ação é verificar os riscos de habitação nas comunidades e se a situação pode se agravar com as chuvas.

“Nosso trabalho é preventivo. A retirada do excesso de vegetação do Rio Jaguaribe vai facilitar o fluxo da água e diminuir a possibilidade de inundação. Aliado a isso, também estamos retirando o lixo jogado no rio e às suas margens”, diz ele.

O trabalho é feito em parceria com a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), que vai disponibilizar, até a próxima semana, uma máquina para fazer a dragagem do Rio Jaguaribe. O trabalho vai começar na comunidade Santa Clara, onde já há agentes trabalhando, e depois vai se estender para a Tito Silva e a São Rafael.

“Nós percorremos as casas da comunidade e não encontramos área sob risco grave, apenas uma família na comunidade Santa Clara deve ser retirada. Já as casas na margem do Rio Jaguaribe, na comunidade São Rafael, já estão cadastradas pela secretaria de Desenvolvimento Social para entrar no auxílio-moradia”, diz Francisco Noé Estrela.

Na comunidade São Rafael, o líder comunitário Gilvan Souza conta que todos os anos, nos períodos chuvosos, as casas localizadas às margens do rio são inundadas e as pessoas acabam saindo para as casas de vizinhos e parentes, só retornando quando o nível da água volta ao normal.  Ele afirma que um dos maiores problemas é o lixo que os próprios moradores jogam no entorno do Rio Jaguaribe.

Na Santa Clara, o mesmo drama acomete os moradores, a exemplo da família do aposentado Antônio Gomes, que há 33 anos mora na comunidade. “A água entra na casa e agente sempre acaba perdendo algum bem material. Tomara que esta ação preventiva da Prefeitura de João Pessoa sirva para que possamos ter menos problemas neste ano”, diz ele.

Francisco Noé Estrela destaca que a ação de prevenção nas comunidades deve ter o apoio da população para ser mais eficaz. “Nós pedimos que as pessoas fiquem atentas às suas casas, observando se há rachaduras ou fios elétricos expostos, por exemplo. Se for constatada alguma situação que ofereça riscos, é preciso ligar para o 0800 285 9020”. 

Continuidade – No mês de dezembro foram visitadas pela Comdec as comunidades Saturnino de Brito, Renascer e Santa Emília de Rodat. “Verificamos duas casas que podem apresentar risco de desabamento com as chuvas. Daí, estamos trabalhando na inclusão destas famílias no auxílio-moradia”, explica Francisco Noé Estrela. Ele diz que após as famílias deixarem as casas, a Comdec vai providenciar a demolição, evitando que outras pessoas ocupem os locais.

Ainda nestas três comunidades, foi feita a limpeza do canal que passa pela Santa Emília de Rodat, e a Emlur retirou lixo nas encostas das comunidades. A Energisa Paraíba regularizou pontos clandestinos de ligação de energia elétrica.

As ações desenvolvidas pela Comdec fazem parte do plano de contingência para a prevenção de chuvas na cidade. Foram selecionadas 32 áreas da Capital que serão vistoriadas até o mês de março.

O trabalho foi elaborado em parceria com diversas entidades. São elas, as secretarias de Infraestrutura (Seinfra), Meio Ambiente (Semam), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Desenvolvimento Social (Sedes) e Saúde (SMS), além do Orçamento Democrático (OD), Emlur, Guarda Municipal e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), todos da PMJP. A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), o Corpo de Bombeiros e a empresa Energisa, também integram o grupo.