Defesa Civil interdita imóveis em bairros e Centro Histórico

Por - em 28

A Coordenação de Defesa Civil de João Pessoa realizou vistorias em duas comunidades da Capital na manhã desta segunda-feira (2). Duas casas que apresentavam risco de desabar, uma na comunidade do ‘S’ e outra no Cristo Redentor, foram interditadas. Um trecho da Avenida Gama e Melo, no Centro Histórico, também teve de ser isolado, devido a queda do teto de um imóvel situado no local. Não houve feridos. À tarde foi feita mais uma visita, dessa vez no Bairro do Roger, na Rua Genésio de Andrade, onde uma barreira deslizou sem causar maiores danos.

O coordenador do órgão, Manoel Duré, informou que no caso das residências, a Defesa Civil encaminhou as famílias para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). A Secretaria irá providenciar um local provisório para abrigar os moradores e inseri-los nos programas sociais do órgão, incluindo habitação.

“Também recebemos chamadas de ocorrências relacionados a alagamentos. Nesse caso, são problemas relacionados a infra-estrutura, que acionamos a Secretaria especializada”, informou Duré, lembrando que a Coordenadoria realizou ações preventivas nas 30 áreas de risco da cidade.

No caso do prédio que teve parte de sua estrutura destruída no Centro Histórico, o coordenador disse que a área está interditada e o caso será encaminhado ao Ministério Público (MP), para que o proprietário seja notificado e possa realizar os trabalhos de manutenção necessários.

Ele lembrou que a Defesa Civil já enviou relatório ao MP informando sobre a existência de 87 imóveis localizados naquela região da cidade que apresentam risco de ruir. Segundo o coordenador, o MP ficou de comunicar os responsáveis para realizar serviços de manutenção permanente e assim evitar que os imóveis desabem e prejudiquem a população.