PlanMob João Pessoa - Plano Diretor de Mobilidade Urbana

Defesa Civil orienta moradores do Timbó sobre simulação de resgate

Por - em 72

Os moradores da comunidade do Timbó estão se preparando para participar da simulação de resgate em situação de desastre elaborada pela Coordenadoria da Defesa Civil Municipal (Comdec), neste sábado (5). Na manhã desta quarta-feira (3), representantes dos órgãos participantes da operação, que foi determinada pela Defesa Civil Nacional, se reuniram com a comunidade para informar os últimos detalhes. Também vão participar da simulação seis atores, que vão atuar como moradores do Timbó.

“Quando tocar a sirene, vocês deverão sair de suas casas e aguardar o socorro das equipes de resgate”, explicou, na reunião, o coordenador do Comdec, Noé Estrela. De acordo com ele, na manhã de sábado, será acionada uma sirene em um poste da comunidade, dando início à operação. Os órgãos participantes serão avisados e deverão se instalar na comunidade para fazer os procedimentos, como remoção das casas, atendimento médico e retirada dos móveis.

Todos os moradores que vão participar da operação receberam camisas para que os órgãos parceiros os identifiquem. “Tudo o que ocorrer será uma simulação de uma situação real. Vamos tirar as pessoas das casas, levá-las para um abrigo, casas de parentes, ou hospitais. Vamos, ainda, retirar móveis e recolher os animais”, destacou Noé Estrela. O abrigo será a Escola Olívio Ribeiro Campos, no bairro dos Bancários, e o hospital será o Ortotrauma.

O secretário adjunto de Desenvolvimento Social, Antônio Jácome, esteve presente na reunião e parabenizou o empenho da população. “Vocês estão colaborando conosco e com a própria comunidade, pois a simulação serve de experiência e treinamento para todos”, frisou ele.

De acordo com o coordenador da Comdec, a presença dos atores será para estimular os moradores da comunidade. “Os seis atores vão estar espalhados nas casas para disciplinar a população e para incentivá-los, caso fiquem acanhados”.

Avaliação – O tenente coronel da Defesa Civil Nacional, Celso Alves, está em João Pessoa para acompanhar as ações contra a seca no Estado e para avaliar a ação da Comdec na comunidade do Timbó. “O trabalho está sendo feito para que tudo fique o mais próximo possível da realidade. Este é um evento de grande porte e está sendo bem conduzido pela equipe local. Em desastres, cada situação é única, mas precisamos estar preparados para tudo”, enfatizou ele.

Conforme Celso Alves, o ideal é que seja implantado em cada comunidade um núcleo comunitário de defesa civil, em que as pessoas ajudariam as coordenadorias a fazer seu trabalho, ao se manterem vigilantes quantos aos riscos nestas localidades. “Precisamos fazer um trabalho de conscientização nas comunidades para que isto se torne uma realidade”.

Comunidade aprova – Maria de Fátima Costa, residente na comunidade há nove anos, é uma das que vão ser removidas de sua casa para um abrigo. “Eu estou animada em participar com meu filho desta simulação porque é um aprendizado, caso algum problema grave venha a ocorrer na nossa comunidade”.

Ela diz que todos os anos passa por transtornos no período chuvoso. “A água invade minha casa, que enche de lama, e ainda aparecem ratos e baratas. Então é muito bom saber que está havendo uma preocupação maior conosco”.

O morador Jéferson Pereira, de 22 anos, disse que tem dois avós idosos em casa e que é importante que a Defesa Civil faça o mapeamento de risco da comunidade e que simule um resgate com as pessoas. “É muito adequada esta ação de planejamento porque pode ser muito útil no futuro”.

Na casa de Jaciara da Silva, o pai, a mãe e os dois irmãos vão participar da simulação. “Já pegamos nossas camisas de identificação e agora é só esperar a sirene tocar. Nós queremos que nada de grave aconteça, mas, se um desastre ocorrer, não vamos estar tão despreparados”.