Destinação de resíduos de construção é tema de seminário

Por - em 38

A destinação dos resíduos da construção e da demolição será discutida sexta-feira (22), a partir das 8h, no auditório do Sindicato da Indústria da Construção Civil em João Pessoa (Sinduscon/JP), durante o seminário ‘Gestão dos Resíduos da Construção e Demolição no Estado da Paraíba’, promovido pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Sinduscon/JP.

Participam, pela PMJP, a Secretaria de Meio Ambiente (Semam) e a Autarquia Municipal Especial de Limpeza Urbana (Emlur). A UFPB estará presente na Mesa Redonda ‘Resultados de Pesquisas Científicas na Área de RCD’ e o Sinduscon/JP é a instituição que congrega os integrantes da indústria da construção na capital.

A iniciativa tem por objetivo sensibilizar a classe empresarial dos construtores – os maiores produtores desses resíduos – a utilizarem a usina de reciclagem localizada em Mangabeira, por trás da Praça do Coqueiral, em João Pessoa, criada pela Lei 11 176/07 e que institui o Sistema de Gestão Sustentável dos Resíduos da Construção e Demolição (RCD).

Para o secretário do Meio Ambiente, Simão Almeida, a gestão dos resíduos reflete diretamente no meio ambiente. “Se esse material – concreto, tijolo, louça, cerâmica, ferro e outros – são despejados em terrenos baldios ou até em áreas de preservação, como ainda acontece, é claro que prejudica o meio ambiente, e uma vez aproveitados na usina de reciclagem serão transformados em matéria prima”, afirmou.

Baixo custo – Com o reaproveitamento, novos materiais podem ser fabricados a um custo bem mais baixo que o do mercado, favorecendo os pequenos construtores e aquecendo a economia local. O seminário será aberto ao público, que poderá confirmar presença pelos telefones 3218 9211 ou 3244 1274.