Dia de Brincar leva mais de 50 mil pessoas ao Parque Solon de Lucena

Por - em 111

Alegria e diversão foram os temperos principais do Dia de Brincar realizado neste domingo (9) pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O Parque Solon de Lucena (Lagoa) foi transformado em um grande parque de diversões com brinquedos, circo, oficinas de arte, pintura, jogos educativos, dança, teatro e apresentações musicais. A programação de brincadeiras aconteceu das 12h às 18h. O ponto alto da festa ficou por conta da apresentação da banda mineira Pato Fu, com o espetáculo “Música de Brinquedo”, que aconteceu às 17h, no palco principal.

O Dia de Brincar foi uma realização das secretarias municipais, sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). De acordo com o secretário da Sedes, Lau Siqueira, estima-se que mais de 50 mil pessoas passaram pelo local. “Este evento é muito mais do que uma festa para as crianças. Tivemos crianças de classe média brincando com crianças muito pobres, então existe uma interação entre elas, o que é muito bonito pra vida delas, para as lembranças que elas vão ter no futuro”, revelou.

Segundo Lau Siqueira, este foi o sexto Dia de Brincar realizado pela PMJP e, provavelmente, a maior festa do Dia das Crianças de todo o País. “Foi um evento extremamente democrático, por ser gratuito e que teve também o caráter de política pública, pois na maioria das tendas foram realizados trabalhos educativos. Tivemos tendas de educação para o trânsito, orientação sobre o uso da energia elétrica, contação de estórias, leitura e várias outras atividades”, frisou.

A novidade este ano foi a ampliação do espaço físico, que pela primeira vez englobou o anel interno e externo da Lagoa, com o dobro de brinquedos do ano anterior. Foram 120 brinquedos no total, entre pula-pulas (pequenos e grandes), camas-elásticas (pequenas e grandes), piscinas de bolinhas e tobogãs gigantes, e 29 tendas denominadas Estações Culturais e Educativas, espalhadas ao longo do parque, com atividades de desenho e pintura, jogos de salão, cantinho da leitura, pintura no rosto, grupo de teatro, brincadeiras de rua, xadrez, hora do conto, teatro de boneco, educação para o trânsito, ciranda de cultura popular, oficinas de origame, entre outros. Além disso, a PMJP ainda distribuiu lanches e água mineral.

A banda Pato Fu e o Grupo Carroça de Mamulengos animaram o público presente no palco principal, montado no anel interno da Lagoa, onde também foram apresentados números de danças, gincanas, sorteios e distribuição de brindes. Um grande circo foi armado e o palhaço Dadá, junto com a Trupe da Alegria, comandou o picadeiro com mágicas, brincadeiras, dinâmicas, participação do público e distribuição de brinquedos para a garotada.

A festa contou ainda com a parceria do Instituto Alpargatas, Armazém Paraíba, Unimed João Pessoa e a Associação de Empresa de Transportes Coletivos (AETC). Mais 40 ônibus circularam, gratuitamente, em vários bairros da cidade, transportando as famílias até o local.

Reunião de famílias – O Dia de Brincar não foi um evento para diversão apenas da garotada. Os adultos presentes também aproveitaram bastante o dia em família e as diversas atrações disponíveis, afinal, não existe idade para brincar. Foi pensando exatamente assim que Maria de Lurdes Ferraz, de 91 anos, passou o Dia de Brincar com muita animação e disposição, acompanhando a neta. Ela resumiu a festa em uma única palavra: encantadora. “Um evento como este é de muita proporção na vida de uma criança. Eu hoje sou a criança mais jovem aqui presente”, brincou.

A dona de casa Rosilda de Souza foi com os sobrinhos e irmãs e atestou que a ação da prefeitura foi excelente tanto para os pais como para os filhos. “É uma excelente oportunidade para a participação de todos, sem exceção”, disse. Já Valquíria da Silva, que levou o filho para brincar disse que foi uma oportunidade de socialização com outras pessoas. “Aqui estiveram pessoas de todas as faixas etárias e classes sociais. A organização foi impecável”, falou.

O pequeno João Paulo, 10 anos, fez um rapel pela primeira vez e se sentiu emocionado. “Estou achando tão bom que quero que isso se repita várias vezes”, contou.

Espetáculo Música de Brinquedo – A banda Pato Fu vem conquistando adultos e crianças com uma estética musical inusitada, desde que lançou, no ano passado, o novo trabalho “Música de Brinquedo”. Flauta, xilofone, kalimba, escaleta e outros instrumentos ligados à musicalização infantil deram o tom ao show do grupo mineiro, com arranjos originais e canções do repertório pop nacional e internacional, todas conhecidas do público.

Segundo Fernanda Takai (vocal e violão), a produção do trabalho começou ainda em casa com alguns poucos instrumentos da própria filha e de coleguinhas de escola. “A primeira produção aconteceu com a música ‘Primavera’, então mostramos para as pessoas, todo mundo adorou e começamos a produzir o trabalho”, revelou.

Engana-se quem pensa que o espetáculo é voltado apenas para crianças. Jonh Ulhoa (guitarras, programações, vocais) atesta que o projeto “Música de Brinquedo” tem uma característica híbrida. “Tocamos nos mais diversos eventos, tanto para crianças como para adultos, mas quando a plateia é especialmente de crianças, como neste caso de hoje, sentimos uma energia especial, pois o som que vem delas é muito diferente e divertido”, afirmou. “Nosso repertório é adulto, mas tem voz de crianças nas músicas, por isso conseguimos chamar atenção dos dois lados”, revelou Fernanda.

Sete músicos formam uma mini orquestra, usando apenas miniaturas de instrumentos e brinquedos do universo infantil. O som é feito ao vivo, sem nenhuma base gravada, tudo de maneira muito artesanal, segundo Fernanda Takai. O show contou ainda com a participação do Grupo Giramundo, com bonecos ‘monstros’ que fizeram a euforia da garotada. No repertório, canções como “Primavera” (Tim Maia) “Live and Let Die” (Paul e Linda McCartney), “Ovelha Negra” (Rita Lee), “Love me Tender” (Elvis Presley e Vera Matson), “Frevo Mulher” (Zé Ramalho), entre outras.

O público também assistiu ao espetáculo “Histórias de Teatro e Circo”, da companhia itinerante Carroça de Mamulengos, um dos grupos mais representativos da cultura popular brasileira. As duas atrações foram trazidas pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).