Dirigente da Universidade de Yale discute estágio em reunião no Paço

Por - em 31

O diretor de Relações Internacionais da Universidade de Yale (EUA), Phil Jones, esteve na manhã desta quinta-feira (6) no Paço Municipal onde participou de uma reunião de trabalho. Ele discutiu com integrantes da equipe do Gabinete do Prefeito e da Secretaria de Comunicação (Secom) da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) a implantação de um programa pioneiro no Brasil, e o terceiro na América Latina, de estágio para alunos daquela instituição.

João Pessoa será a primeira capital brasileira a recepcionar os estudantes e integrá-los a programas realizados pela gestão municipal, além de outras instituições a exemplo da UFPB, o Centro da Mulher 8 de Março e o Unigente, instituto de responsabilidade social da Unimed.

Phil Jones disse que o estágio possibilitará qualificação técnica aos estudantes e aos profissionais locais, além de acesso a novas tecnologias, o que vai gerar oportunidade de desenvolvimento para a cidade. Ele reuniu-se com Pedro Henrique, da Operação Respeito, e Walter Galvão, da equipe da Secom.

Na Prefeitura, os estagiários atuarão na Operação Respeito, que é uma consultoria em planejamento estratégico do Gabinete do Prefeito, na Secretaria de Planejamento (Seplan), no Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP) e no Instituto Cândida Vargas (ICV).

A parceria entre Yale (a terceira universidade mais antiga dos Estados Unidos) e a Prefeitura da Capital trará estudantes que realizarão projetos nas áreas de desenvolvimento humano e sustentabilidade ambiental.

A vinda dos estagiários estabeleceu-se quando da visita do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) à instituição, em dezembro do ano passado. Após a apresentação do Empreender-JP, voltado à geração de emprego e renda, os dirigentes da universidade consideraram oportuno firmar a parceria.

A equipe da Yale observou que os princípios do Empreender-JP identificam-se com os ‘Objetivos de Desenvolvimento do Milênio’, programa das Organização das Nações Unidas (ONU), também compatíveis com o Yale Bulldog’s Program que possibilita a permanência de estudantes, financiados pela universidade, em outros países.