Divulgação atrai turistas que lotam a Capital e aquecem economia

Por - em 41

Curtir o sol, o mar, a variedade da gastronomia nordestina, muitas programações culturais e tranquilidade é o que procura o turista que visita João Pessoa. A Capital vem se consolidando como um dos principais destinos turísticos no Nordeste, atraindo cada vez mais pessoas.

A cidade nunca teve tão agitada e frequentada como neste verão, produto de intensa divulgação da Prefeitura Municipal de João Pessoa, (PMJP) por meio da Secretaria de Turismo (Setur) e da Secretaria de Comunicação, (Secom) com o objetivo de atrair visitantes de toda parte do mundo.

Para muitos visitantes, vir a João Pessoa é sinônimo de voltar mais vezes, como informou Pontico Sampaio, funcionário público em Brasília. “A cidade é tranquila, limpa e aqui, encontramos um povo acolhedor. A propaganda que os amigos fizeram não foi enganosa e certamente voltarei mais vezes.”

A estudante de Campina Grande Vanusa Rodrigues encontra na Capital tranquilidade e descontração. “Venho todos os anos com minha família, aqui temos várias opções de lazer e aproveitamos para descansar e renovar as energias”, destacou.

Georgina Luna, diretora de marketing da Secretaria de Turismo do Município, destacou que o trabalho de divulgação foi intensificado com intuito de apresentar ao mundo, que João Pessoa está preparada estruturalmente para receber os diversos públicos, não só neste período de alta estação, mas durante o ano todo.

“Em parceria com o Governo do Estado e com o trade turístico, exibimos a nossa Capital em revistas especializadas, vários eventos, jornais, na novela da Globo, sites, redes sociais, outdoors espalhados em outros estados, e ainda tem o boca a boca, que é uma ferramentas eficientes no marketing de relacionamento, e estas ações tem atraído cada vez mais pessoas para conhecer as belezas na Paraíba”, afirmou.

Em dezembro, a (ABIH) Associação Brasileira de Indústria Hoteleira registrou um crescimento de 6% na taxa de ocupação hoteleira, com 76% dos hotéis ocupados na Capital. Para o réveillon a ocupação alcançou a marca 95% na rede hoteleira. Durante todo o mês de janeiro e fevereiro a ABIH espera manter com este fluxo de turistas na cidade. Atualmente há em João Pessoa 3.453 unidades habitacionais e 8.805 leitos, distribuídos em 92 meios de hospedagens.

“Nós, que fazemos parte do trade turístico, estamos otimistas com o crescente número de visitantes na Capital e já estamos buscando parcerias com o poder público para juntos, elaborarmos ações de planejamento e divulgação e atrair cada vez mais pessoas a nossa cidade”, ressaltou Manoelina Hardmann, Presidente da ABIH/PB.

“Os empresários de bares e restaurantes se preparam com antecedência para o aumento no número de clientes nesse período de alta estação. Nesta temporada, o volume de atendimento cresceu 20% com relação ao mesmo período do ano passado”, destacou Marcos Mozzini, presidente da (Abrasel/PB) Associação brasileira de bares e restaurantes na Paraíba.

Atrações – Cultura para todos os gostos foi o que a Prefeitura trouxe para a população pessoense e para os turistas que visitam a cidade. As diversas atrações reuniram teatro, dança, músicas, esportes, muita alegria e descontração nas praças e na orla da Capital. As apresentações foram desde a clássica harmonia da Orquestra de Câmara da Cidade, ao despojado rock da cantora Rita Lee.

No total, nos meses de dezembro e janeiro foram 36 atrações culturais apresentadas dentro da programação do ‘Circuito do Sol’ que somam seis projetos – ‘Concerto de Natal’, ‘Música do Mundo’, Reveillon, ‘Estação do Som’, ‘Sabadinho Bom’ e ‘Projeto Vértice – mostra permanente de Teatro, Dança e Circo’. Além de espetáculos e shows, oficinas, workshops e mais de 100 atrações no ‘Circuito das Praças’ que segue até março e ao todo apresentará 432 atrações selecionadas por meio de edital público, nas áreas de música, cultura popular, artesanato, audiovisual, literatura, artes integradas, teatro, circo e dança.

Público – Os eventos que acontecem no Ponto Cem Réis, reúnem mais de 15 mil pessoas por show, no Busto do Tamandaré são aproximadamente 55 mil pessoas por programação e no réveillon foram cerca de 250 mil pessoas que lotaram as areias de Tambaú e Cabo Branco, de acordo com os dados da Polícia Militar.

Geração de renda – Com maior fluxo de turistas na cidade e com as ações culturais realizadas pela Prefeitura, além de trazer artistas importantes e valorizar os artistas do Estado, há geração de emprego e renda para os comerciantes e ambulantes que exercem atividades informais.

“Nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, com mais pessoas nas praias, conseguimos ganhar um pouco mais, colocar as contas em dia e ainda curtir as bandas que tocam no palco da Prefeitura”, informou Pedro Salvino que há 29 anos trabalha como vendedor picolé nas praias.

Já, nos finais de semana, a melhor atração para os comerciantes é o grande número de turistas visitando a orla de João Pessoa. “A movimentação dos bares na praia cresceu consideravelmente, principalmente, nos finais de semana quando tem atração no palco. A programação é boa, não tem briga, há segurança para os que de divertem e para os que trabalham, ganhamos um dinheirinho extra e ainda dá pra se divertir um pouquinho”, afirmou Pedro Assis da Nóbrega, gerente de um restaurante em Tambaú.