Domésticas recebem diplomas de curso de formação na próxima terça-feira

Por - em 26

As profissionais domésticas que participaram do processo de formação e qualificação social e profissional serão diplomadas na próxima terça-feira (16), às 16h, no auditório da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), na Praça Venâncio Neiva. O curso é uma iniciativa da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

O evento terá uma mesa de abertura formada pelo presidente da Federação do Comércio (Fecomércio), Marconi Medeiros; o delegado Regional do Trabalho, Inácio Machado de Souza Filho; a presidente da Federação Nacional das Empregadas Domésticas, Creuza Maria de Oliveira; a presidente do Sindicato das Empregadas Domésticas de Pernambuco, Eunice do Monte; e os secretários municipais da Saúde, Roseane Meira; do Desenvolvimento Social, Alexandre Urquiza; e da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), Laura Farias. Após a mesa de abertura será oferecido às pessoas presentes um coquetel. A atração cultural convidada é o ‘Coral Voz Ativa’.

O curso – Entre os dias 17 de julho e 24 de setembro, 25 trabalhadoras domésticas participaram do curso, que reuniu em 160 horas-aulas os aspectos teóricos e práticos relacionados à profissão. As profissionais que participaram do curso se encaixam em um perfil de exclusão social, já que todas estão desempregadas e chefiam famílias.

As empregadas domésticas foram encaminhadas pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) nos bairros por atender alguns critérios levando-se em consideração as desigualdades étnico-racial, faixa-etária e de gênero.

Valorização – A assessora da Área do Trabalho e Enfrentamento à Pobreza da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres (CPPM), Lúcia Silva, ressaltou que a atividade ainda é muito desvalorizada e a atenção do Governo Municipal ao segmento objetiva reduzir a discriminação.

“Estamos unindo todos os esforços possíveis no sentido de valorizar as empregadas domésticas e combater as discriminações que pesam sobre a categoria. Com o desenvolvimento dessas ações, há uma visibilidade maior da profissão e ao mesmo tempo incentivamos o resgate da auto-estima dessas profissionais e a reinserção das mesmas no mundo do trabalho”, afirmou.

Temas – Dentre os temas de cidadania, responsáveis por 50% de todo o conteúdo visto, as trabalhadoras domésticas discutiram assuntos como os ‘Direitos e Deveres da Empregada Doméstica’, ‘Saúde da Mulher Trabalhadora’, ‘Meio Ambiente’ e a ‘Autonomia e Igualdade no Mundo do Trabalho e Cidadania’. O conteúdo estritamente técnico contribuiu para a reciclagem dessas profissionais com abordagens sobre ‘Ética e Estética no Trabalho’, ‘Princípios Básicos para o Exercício do Trabalho’, ‘Higiene Pessoal e Segurança no Exercício do Trabalho’ e ‘Manipulação de Alimentos’.