Dragagem do Rio Cuiá vai evitar alagamentos e melhorar o tráfego entre Mangabeira e Valentina

Por Mônica Melo - em 383

A Defesa Civil de João Pessoa continua durante toda essa semana a obra de dragagem do Rio Cuiá. Iniciada há 15 dias, a ação é inédita e vai abranger todos os afluentes do rio se estendendo até as proximidades da rodovia PB-008. “Esse trabalho nunca foi feito e por isso as áreas próximas estavam sempre sujeitas a inundação”, explicou o coordenador da Defesa Civil, Noé Estrela.

De acordo com Noé Estrela, para realizar a ação foi necessário estudar detalhadamente todo o percurso do rio. Ele explica que alguns afluentes, como o Rio Laranjeiras, por exemplo, nunca passaram por uma dragagem. Comunidades como Frei Damião e a Doce Mãe de Deus, que costumam ser bastante afetadas pelas chuvas, serão beneficiadas. Além disso, a obra também vai evitar alagamentos na ligação entre os bairros Valentina e Mangabeira, o que influenciará o tráfego no local.

Antes da obra ser iniciada foi realizado um estudo detalhado do rio e dos pontos  críticos de alagamento. Com a ajuda do Corpo de Bombeiros, técnicos da Defesa Civil fizeram um mapeamento da profundidade do rio para saber como deveriam agir na região.

Trabalho preventivo – A PMJP tem trabalhado com ações preventivas fora do período de chuvas para diminuir os impactos causados pela ação pluvial. Os trabalhos são fruto de uma ação capitaneada pela Defesa Civil Municipal. ‘João Pessoa em Ação – Força Municipal de Prevenção de Riscos’ é uma parceria com as Secretarias de Infraestrutura (Seinfra), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Desenvolvimento Social (Sedes), Meio Ambiente (Semam) e a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), onde são desenvolvidas ações integradas, diariamente, em vários pontos da cidade para coibir os efeitos das chuvas e evitar transtornos para a população.

De acordo com Noé Estrela, essas ações integradas compreendem desassoreamento de rios, capinação, roçagem, remoção de entulhos, demolição de residências em áreas de risco, poda de árvores, limpeza de canaletas, loneamento de barreiras, desobstrução e recuperação de galerias pluviais e assistência social.