Educação musical beneficia 40 mil alunos da rede municipal

Por - em 17

A partir de agosto de 2011 todas as escolas públicas e privadas do Brasil terão que implantar o ensino da música na grade curricular. A exigência surgiu com a lei nº 11.769, sancionada em 18 de agosto de 2008, que determina que a música deve ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica. A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), saiu na frente e vem implantando a música na rede municipal de ensino desde 2006.

Das 92 escolas municipais, 73 tem bandas marciais. Além das bandas as escolas também desenvolvem atividades extracurriculares na área musical, como grupos de flautas, corais, violão e banda sinfônica. Ao todo são beneficiados cerca de 40 mil alunos.

Para atender a demanda, a PMJP abriu concurso público para professores licenciados em artes, que é dividida em três habilitações: música, artes cênicas e artes visuais. O professor desenvolve as atividades no ensino fundamental, podendo ser aplicado também na educação infantil.

No ano de 2009 foram contratados 20 professores. Um deles é o educador musical Leonardo da Silva Souza, professor de clarinete, que trabalha com crianças do Fundamental II. Ele disse que já se percebe uma melhora dos alunos nos estudos. “É possível notar um melhor desempenho dos estudantes nas salas de aula porque eles sabem que a permanência no grupo musical escolar vai depender das notas”, disse o professor.

As gêmeas Daniela e Danila Maria da Silva Santos, de 13 anos, são alunas do 8º ano da escola Presidente João Pessoa, no Jardim Veneza, e começaram a se interessar por música depois que conheceram a atividade em sala de aula. “Começamos a tocar prato na banda marcial da escola e, devido ao nosso desempenho, hoje fazemos parte da banda sinfônica da PMJP”, conclui as irmãs.

Airton Mateus de Souza Gomes, também tem 13 anos, é aluno da escola Jornalista Raimundo Nonato, no Conjunto Gervásio Maia. Ele participa há cerca de dois anos da banda marcial da escola e já percebeu uma melhoria nas notas das provas. “Antes, eu não conseguia prestar muita atenção. Agora é diferente. Estou conseguindo ter mais concentração na sala de aula”, disse ele.

No fim das contas, a música tem se mostrado uma grande aliada no combate à evasão escolar. “Eles realmente gostam muito das aulas de música e as aulas fazem com que eles se relacionem melhor com a própria escola”, disse a Secretaria de Educação e Cultura, Ariane Sá.