Educação patrimonial é tema de projeto em escolas municipais

Por - em 30

As escolas municipais vão receber kits para promoção da educação patrimonial em João Pessoa. O material será entregue aos diretores das escolas no dia 31 deste mês, durante a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Coordenadoria de Patrimônio Cultural (Copac) e Secretaria de Educação.

O Programa de Educação Patrimonial João Pessoa Minha Cidade tem como proposta fazer com que os alunos da rede pública municipal, a partir de um novo olhar, valorizem e reconheçam o patrimônio cultural, material e imaterial de João Pessoa. Segundo o coordenador de Patrimônio Cultural da PMJP, Fernando Moura, a assinatura desse Termo é o primeiro passo para a realização do 1º Fórum Nacional de Educação Patrimonial, promovido em parceria com o IPHAN, que irá acontecer em novembro na Capital.

Fernando Moura afirmou que é preciso despertar um novo olhar sobre o patrimônio cultural da cidade entre crianças e jovens. “O patrimônio cultural não é apenas o Centro Histórico. O mercado de um bairro é um patrimônio cultural. Queremos mostrar que esse pertencimento deve se fortalecer independente de idade”, ressaltou.

Os kits a serem distribuídos durante a solenidade, composto por jogos da memória, folders, livros da coleção João Pessoas, além de outras publicações sobre patrimônio cultural, irão servir como material de apoio didático para professores da rede municipal. Por se tratar de um tema de ensino transversal, pode ser abordado em diferentes áreas de conhecimento, como História, Geografia, Matemática e Artes, dentre outras disciplinas.

O jogo da memória, um dos recursos didáticos a ser utilizado nesse processo de ensino, utiliza 20 imagens representativas do patrimônio cultural de João Pessoa, a exemplo da Lagoa, Ponto de Cem Réis, Artesanato e a Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes.

Outros materiais educativos voltados para a educação patrimonial serão produzidos e entregues nas escolas no segundo semestre deste ano, a exemplo de novos jogos e uma cartilha com orientações pedagógicas para os professores. A proposta é de realizar também uma capacitação sobre educação patrimonial direcionada a diretores e professores municipais.