Em maio, História da Arte é tema de Oficina no Casarão 34

Por - em 27

Uma verdadeira viagem pela pintura, partindo da pré-história, passando pela Idade Média e pelos desdobramentos do renascimento (maneirismo, barroco, rococó, neoclássico), até chegar à expressões mais recentes, como o impressionismo e as manifestações da contemporaneidade. Esse será o foco emprestado à Oficina de Introdução à História da Arte, que vai ser ministrada de 11 a 15 de maio, no Casarão 34. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no local até sexta-feira (8). A iniciativa é uma parceria entre a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e o artista plástico João Barreto.

Os interessados em participar da oficina têm duas opções. Uma delas é se dirigir ao Casarão 34, que fica na Praça Dom Adauto, nº 34, Centro da Capital. Isso pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. A outra alternativa é fazer a inscrição via internet, pelo e-mail casarao34@gmail.com. Nesse último caso, é preciso informar nome, e-mail e telefone para contato.

As aulas vão acontecer no Auditório do Casarão 34, das 10h às 12h. Estão sendo disponibilizadas 50 vagas. No primeiro dia da oficina, os participantes devem levar um CD virgem, que será utilizado para gravar as imagens estudadas ao longo curso.

Conteúdo – O fluxograma da oficina inclui noções de arte, iniciando pela pintura na pré-história (Egito, Grécia). O programa traça uma abordagem também da pintura na Idade Média, com os respectivos desdobramentos do período (etrusca, romana, bizantina, romântica, gótica). As aulas fazem ainda referência ao renascimento e expressões posteriores, a exemplo do maneirismo, barroco, rococó, neoclássico. As manifestações mais atuais estão presentes nos comentários sobre impressionismo e arte contemporânea.

Paralelamente às aulas, haverá exposição de trabalhos de jovens adolescentes, ligados ao Centro de Iniciação às Artes. O local faz um trabalho sócio-educacional com alunos da rede municipal de ensino, incentivando os potenciais artísticos de cada participante.

Contribuição voluntária – O artista plástico João Barreto vai ministrar o curso de forma voluntária. A finalidade é levar aos professores e professoras da rede municipal, estadual, além de artistas, trabalhadores na área e público em geral, informações relevantes sobre a História da Arte. Trata-se de uma espécie de reciclagem e integrada ao projeto Centro de Iniciação às Artes, que funciona desde 1997, sob a aprovação da Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa (Sedec).

Talento precoce – O artista plástico João Barreto nasceu em João Pessoa. Já na infância, começou a se dedicar ao desenho, tendo como principal motivação as revistas de histórias em quadrinhos. Na adolescência, ele entrou em contato com o estudo dos contrastes de luz e sombra. Nessa época, tomou como base as obras de Rugendas e Gustavo Doré. Em seguida, os trabalhos de Barreto começaram a receber a técnica do bico de pena com tinta colorida. Ao optar pelo pontilhismo, ele possibilitou variadas nuances na criação das obras.

O ateliê de João Barreto funciona atualmente no Box 4, do Setor D, na Fundação Espaço Cultural José Lis. Atualmente, ele se dedica à pintura a óleo e acrílica, sobre tela, com produção tipicamente surrealista.