Emlur aborda a produção de sabão ecológico durante palestra no Cefet

Por - em 21

A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) participou nesta terça-feira (11) do projeto ‘Responsabilidade Ambiental Começa na Universidade’, promovido pelo Centro Acadêmico do curso de Administração do Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba (Cefet-PB). A iniciativa teve o objetivo de chamar a atenção dos alunos quanto à reutilização de resíduos e para o reflorestamento.

Educadores ambientais da Emlur ministraram, para os cerca de 80 estudantes participantes do evento, uma palestra sobre os problemas gerados no meio ambiente ao se jogar o óleo de cozinha usado em local inadequado. Eles apresentaram do projeto ‘Não vai pelo ralo’, onde a autarquia recolhe o óleo de cozinha usado e o encaminha ao Cefet, onde passa por um processo e é transformado em sabão ecológico.

Logo depois, foram plantadas árvores nativas em áreas vitimadas de degradação ambiental. O coordenador de Eventos do CA de Administração, Eric Gil, lembrou que a iniciativa era realizada em parceria com a Organização Não-Governamental ‘Movimento S.O.S Rio Cuiá’.

Ele disse ainda que em um primeiro momento o CA pensou em promover um trote para recepcionar os novos alunos de Administração, mas depois ficou decidido mudar a atividade e abordar um tema que está mais presente no dia-a-dia da população, que é a degradação do meio ambiente. “Resolvemos fazer a palestra em parceria entre Cefet e Emlur para que os alunos tenham a consciência de que cada um deve viver bem e com respeito ao meio ambiente”, destacou.

Segundo informações fornecidas pelo CA de Administração, o projeto destina-se a construir uma consciência ambiental nos estudantes de maneira geral e, principalmente, entre aqueles matriculados no curso, que em suas carreiras profissionais irão se confrontar com o dilema de produzir mais em menos tempo, com um custo menor e preservar o ambiente no qual a organização está inserida.

A superintendente da Emlur, Laura Farias Gualberto, lembrou a importância de realizar a atividade voltada para a preservação do meio ambiente e a consciência ecológica. “O que me deixou mais satisfeita foi essa iniciativa partir dos próprios estudantes e isso mostra o compromisso que os jovens têm com a preservação do meio ambiente. Para nós é fundamental entrar como parceiros nesse tipo de atividade”, comentou.