Emlur coleta 7,9 toneladas de lixo durante carnaval na Capital

Por - em 62

Mais de 7,9 toneladas de lixo foram coletadas pela Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) durante os 12 dias de carnaval em João Pessoa, incluindo o Folia de Rua e o Carnaval Tradição, da sexta-feira (10) até a terça-feira (21). Já no período referente aos quatro dias de feriadão de carnaval – sábado (18) e terça-feira (21) –, foram coletadas 2,3 toneladas de lixo. O volume foi 5% superior ao do ano passado.

“Apesar de o período de carnaval geralmente ter um acréscimo na quantidade de lixo coletado devido às comemorações realizadas na praia e nos corredores, com desfiles dos blocos e também pelo fato de a cidade ter recebido mais turistas do quem em outros anos, percebemos que o volume de lixo cresceu apenas 5% em relação aos outros anos, o que mostra que a população está mais consciente para a importância do descarte correto do lixo”, afirmou a superintendente da Emlur, Laura Farias.

A média de lixo coletado durante o Folia de Rua foi de 700 toneladas por dia. No carnaval foi de 579 toneladas, já que neste período muitos pessoenses aproveitam o feriadão para viajar para outras cidades do Litoral paraibano. Nas praias de Tambaú e Cabo Branco, nos quatro dias de carnaval, foram coletadas 148.190 toneladas de lixo, uma média de 37 toneladas por dia.

A Emlur preparou um esquema especial para manter a cidade limpa durante os dias de carnaval, com uma média de 150 agentes trabalhando diariamente em equipes de arrastão de limpeza. O reforço foi concentrado nos corredores de folia, na região da praia e nos bairros onde houve carnaval descentralizado. Além disso, a Autarquia manteve a limpeza domiciliar em todos os bairros da Capital, através dos caminhões coletores, a poda, o recolhimento de entulhos e de caixas estacionárias.

“A Emlur realiza a limpeza da cidade diariamente, mas também é importante contarmos com a ajuda e conscientização de todos os moradores para que evitem acumular lixo e descartar em terrenos baldios, no meio da rua, nas praias e demais espaços públicos. Essa é uma questão de cidadania e respeito ao meio ambiente, que beneficia toda a população”, afirmou Laura Farias.