Emlur inicia Ação Educativa junto a Comunidade do ‘S’

Por - em 78

A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) iniciou uma série de ações educativas na Comunidade do ‘S’ voltadas para a conscientização sócio-ambiental de seus moradores. A primeira palestra de sensibilização foi realizada na noite desta quinta-feira (5) por técnicos da Emlur para moradores, lideranças comunitárias, estudantes e técnicos da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) na Escola Municipal de Ensino Fundamental Frei Afonso. Nesta sexta-feira (6) está sendo realizada uma oficina de capacitação na sede da Emlur com técnicos da autarquia e agentes comunitário de saúde do Distrito de Saúde I II ( Roger), que vão dar apoio durante essa ação.

A abertura do evento na Escola Frei Afonso foi feita pelo diretor financeiro-administrativo, Renato Leitão; e contou com as presenças da diretora do Departamento de Valorização e Recuperação de Resíduos Sólidos (Devar), Elma Xavier; e da chefe da Divisão de Bem-Estar Social (Dibes), Aparecida Pontes. O diretor Renato Leitão falou da importância do projeto e explicou a necessidade das pessoas em preservar o meio ambiente para o bem da humanidade. Durante a ação, os participantes assistiram a um vídeo mostrando como era o antigo lixão do Róger, que fica numa área de 17 hectares, e como vem sendo feito o trabalho de remediação do local. Uma peça teatral sobre a morte do mangue foi apresentada pela equipe de educadores ambientais.

A palestra educativa serviu para apresentar aos moradores da comunidade do ‘S’ o plano de atividades do Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social (Pesms), promovido pela PMJP em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). O trabalho educativo tem como finalidade conscientizar e sensibilizar os atores sociais do entorno da comunidade para os problemas ambientais que eles enfrentam em seu dia-a-dia. Para isso serão promovidas ao longo do mês atividades educativas como palestras, oficinas e ações educativas porta a porta. Segundo Elma Xavier a ação educativa vai beneficiar diretamente a Comunidade do ‘S’ e os moradores da cidade.
O Pesms faz parte do projeto de remediação do lixão do Róger que vem sendo realizado pelo Poder Municipal para recuperar a área degradada. O objetivo da remediação é fazer contenção da área onde foram depositadas toneladas de lixo no passado, evitando que o líquido proveniente do material (chorume) contamine o mangue do Rio Sanhauá e os lençóis freáticos.
A aplicação de técnica de remediação em uma área contaminada visa a remoção ou contenção dos contaminantes presentes no local de modo a possibilitar a sua reutilização com limites aceitáveis de riscos ao meio ambiente e à saúde humana. O tratamento do chorume é realizado através de bombeamento (bomba hidráulica) de um poço reservatório via adutora com aproximadamente 300 metros de extensão por tubulação.

A Emlur já está concluindo o trabalho de remediação da célula 3 do antigo lixão do Róger, cujo chorume produzido está sendo drenado e canalizado para as estações de tratamento da Cagepa. Também já foi dado início a implantação dos drenos de gases. À medida que a área vai sendo recuperada poderá transforma-se no futuro em um parque ecológico.

Com a primeira fase do projeto de remediação já em fase de conclusão, a Emlur iniciou as ações educativas de conscientização junto aos moradores da comunidade do ‘S’, com objetivo de promover melhor qualidade de vida à população do entorno do antigo lixão. Além de palestras educativas, principalmente em escolas, um vasto material educativo será distribuído durante as ações. São panfletos, cartazes e cartilhas contendo informações sobre acondicionamento de lixo e preservação do meio ambiente.

Para o superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho, esse programa que se inicia vai sensibilizar a comunidade do ‘S’ para as questões ambientais do seu dia-a-dia com relação ao lixo produzido por todos, pois muitos moradores dessa área ganham a vida como catadores. “Por isso, acredito que essa ação vai proporcionar junto à comunidade uma compreensão sobre a preservação do meio ambiente, contribuindo para uma mudança de comportamento”.

Ação recebe elogios- No final do evento, a freira Veneranda, do Colégio João XIII, que realiza um trabalho social na comunidade do ‘S’, e a professora Cleide Maria Golzio falaram pelos participantes. Irmã Veneranda parabenizou a Emlur por essa ação, que considera importante. A freira alemã falou da experiência em relação ao lixo em sua terra natal. Ela também manifestou sua preocupação com a quantidade de resíduos que os moradores jogam no entorno da comunidade, principalmente no rio e no mangue “O mangue uma riqueza que temos aqui”, destacou. Já Cleide Maria, professora de ciências, aproveitou para elogiar a ação da Emlur. A professora disse que já faz um trabalho de conscientização com os alunos e revelou que um grupo produziu um vídeo sobre a degradação do mangue naquela comunidade.


O cronograma de ações na Comunidade do ‘S’

Treinamento e palestra educativa para professores da rede pública e privada, lideranças comunitárias e estudantes:

09/11: Escola Municipal de Ensino Fundamental Frei Afonso às 8h00, 14h00 e 19h00;
10/11: Escola Municipal de Ensino Fundamental João Coutinho às 8h00, 14h00 e 19h00;
11/11: Escola Estadual Ana Higino às 8h00, 14h00 e 19h00;
12/11: Escola Virgem dos Pobres às 8h00 e 14h00.