Emlur inicia operação para recolher animais soltos na Orla de Capital

Por - em 26

A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) dará início, no próximo domingo (28), a uma ação de fiscalização nas praias de João Pessoa, para retirar animais de grande porte. Essa ação é desenvolvida em toda a cidade, mas com a chegada do verão será estendida com o objetivo de evitar que os bichos passeiem na orla e nas areias, causando acidentes e proliferação de doenças.

O trabalho envolve cinco servidores da Autarquia, que percorrerão durante todo o domingo a orla da Capital, que vai do Bessa à Praia do Sol. Os animais que forem encontrados soltos serão apreendidos. Já no caso dos amarrados, os donos serão advertidos para que os retirem do local. Para a operação é utilizado um caminhão especial, que dispõe de rampa hidráulica e giroflex para sinalizar.

Todos os animais apreendidos, conforme informou a superintendente da Emlur, Laura Farias Gualberto, serão levados para o Centro de Apreensões de Animais, que funciona em uma chácara localizada em Engenho Velho, que fica a 12 quilômetros do Centro da cidade. “A instalação segue todas as normas estabelecidas pelo Centro de Zoonoses”, lembrou.

De acordo com a superintendente, com a chegada do verão, aumenta o movimento nas praias e muitos ambulantes acabam levando seus produtos para revender em cavalos e burros. Esses animais, por sua vez, acabam ficando soltos. “Isso não pode ocorrer, porque esses bichos podem acarretar problemas de saúde para as pessoas que freqüentam a localidade e ainda causar acidentes aos pedestres, ciclistas e até motoristas que passam pela orla”, explicou.

No Centro, os animais apreendidos recebem um lacre de identificação e são pulverizados com remédio contra carrapatos. Depois, são alojados em baias individuais ou cercados coletivos, onde são alimentados com capim passado na forrageira e dispõem de água para se refrescar. Lá ficam abrigados até que seus donos vão buscá-los.

Para resgatar os animais, os proprietários devem ir até o escritório administrativo, que fica instalado na própria chácara e pagar uma multa que varia de R$ 10 a R$ 35. O acesso ao Centro se dá por três locais diferentes, que são: bairro Costa e Silva, Colinas do Sul e ainda pela BR-101.

Todos os meses são recolhidos na Capital cerca de 25 animais de grande porte. Esse número já chegou a 70 bichos apreendidos mensalmente. O diretor de Operações da Autarquia, Orlando Soares, atribuiu essa redução ao intenso trabalho de fiscalização que a Emlur vem realizando na Cidade e a conscientização da população. “As pessoas estão cuidando melhor dos animais e evitando deixá-los solto. Acredito que os moradores estão mais conscientes dos problemas que esses bichos podem causar para a população”, comentou.

O serviço de apreensão funciona 24 horas e também durante os finais de semana, em caso de emergência. Quem encontrar qualquer animal de grande porte solto na cidade pode ligar para o telefone fixo 3233-3553, para o celular do chefe do setor de Apreensão de Animais da Emlur, Paulo Moura, que é 8882-4014 ou para o fiscal Pedro Aires, cujo telefone é o 8811-1541.