Emlur inicia projeto de escolarização 2009 para servidores, nesta terça

Por - em 16

A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) realiza nesta terça-feira (24), a solenidade de abertura do projeto de escolarização de adultos 2009 da autarquia. Esse projeto dá continuidade ao programa ‘Brasil Alfabetizado’ para novos alunos e inicia a Educação de Jovens e Adultos (EJA), para aqueles que já aprenderam a ler e escrever. O programa é desenvolvido em parceria com o Governo Federal, por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) do Município.

A solenidade de abertura do projeto de escolarização acontece a partir das 8h, no Centro de Capacitação de Professores (Cecapro), situado na Avenida Ministro José Américo de Almeida (Beira Rio), e contará com a participação de toda a diretoria da Emlur, além de autoridades convidadas.

Implantado em 2008, o projeto tem como meta erradicar o analfabetismo entre os agentes de limpeza, aumentando a escolarização e promovendo acesso à educação como um direito de todos em qualquer momento da vida. Foram alfabetizados 100 agentes de limpeza da Emlur no final do curso. Este ano, 150 servidores se matricularam e as turmas da escolarização vão funcionar em horários alternativos para conciliar com o horário de trabalho.

Resultado positivo – De acordo com Isabela Maria, coordenadora da Divisão de Capacitação, o trabalho que vem sendo realizado na Emlur superou as expectativas. “Foi bastante positivo, pois conseguimos atingir a meta de alfabetizar os servidores que participaram do projeto de escolarização no ano passado, resgatando sua cidadania e valorizando sua autoestima”, ressaltou.

O superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho, falou sobre a importância do programa de alfabetização por ser um resgate da cidadania e oferecer oportunidades para muitos servidores. “Com esse projeto de alfabetização, a Emlur está contribuindo para que as pessoas tenham a perspectiva de melhorar a qualidade de vida e a autonomia que antes elas não tinham”, ressaltou o titular da pasta.

Para iniciar o projeto, a Emlur, por meio da Divisão de Capacitação, realizou em 2007 um levantamento entre os funcionários. Foi constatado que 154 (19%) servidores eram analfabetos, englobando os que trabalhavam nas administrações (agentes de limpeza e encarregados), auxiliares de serviços gerais e vigilantes.